O Mercado Livre vive um bom momento no país. Segundo a Forbes, o marketplace arrecadou R$ 1 bilhão em ações no Brasil, onde sua receita líquida subiu 82,5% — chegando a US$ 262 milhões no último trimestre de 2017. O sucesso é justificado por meio da estratégia eficiente para vendedores e consumidores, além de ferramentas como o Mercado Pago.

Essa opção mostrou-se uma alternativa eficiente para os lojistas intermediarem pagamentos, pois proporciona maior segurança para ambas as partes. Pensando nisso, no post de hoje, conheça um pouco mais sobre o Mercado Pago e como usá-lo. Acompanhe!

Como funciona o Mercado Pago?

Basicamente, o Mercado Pago permite aos usuários fazer e receber pagamentos online. Os compradores podem realizar as compras nos sites associados com boleto ou cartão (de débito ou crédito). A loja virtual, por sua vez, pode associar-se à plataforma e, assim, facilitar suas transações.

Após a transação ser realizada, o crédito é repassado ao vendedor, que só poderá sacá-lo após o produto ser entregue ao comprador.

Para começar a utilizar o Mercado Pago, acesse o site e escolha o país de origem. Se você já tiver conta no Mercado Livre, não será preciso um novo cadastro — caso não tenha, o cadastro será feito com seus dados pessoais e de pagamento.

No painel principal — chamado de “Minha Conta” — é possível identificar os créditos e enviá-los para sua conta, ou enviar dinheiro a outro usuário. Também é possível visualizar o histórico com todas as transações feitas e os dados da conta — e alterá-los, se necessário.

Confira, abaixo, algumas funções das principais abas do Mercado Pago:

  • pagamentos: onde o usuário visualiza os pagamentos efetuados;
  • recebimentos: nesta aba, é possível ver todos os pagamentos recebidos. Além disso, o usuário pode cadastrar uma conta bancária — corrente ou poupança — e realizar retiradas, clicando em “Retirar dinheiro do Mercado Pago”;
  • ferramentas: aqui, os lojistas podem copiar os códigos de botões para inserir em e-commerces, sites, blogs, redes sociais, e-mail, entre outros canais, para sinalizar que aceita Mercado Pago;
  • central de soluções: onde os usuários recebem informações a respeito de dúvidas, atualizações ou problemas relacionados aos serviços da plataforma.

Quais são as taxas cobradas?

Para transferir o dinheiro para uma conta bancária, o vendedor paga uma taxa de, geralmente, R$ 3,00 por operação — se não optar pela modalidade de absorver os juros da compra.

O prazo para transferência é de um dia útil. Se o vendedor optar por absorver os juros, o Mercado Pago oferece um desconto de 15% sobre eles — podendo variar entre 2,03% para compras parceladas em 2 vezes, e 23,83% para parcelamentos em até 24 vezes.

Quem compra com cartão de crédito e opta por parcelar o valor, arca com juros um pouco maiores — começando com 2,39% para compras parceladas em duas vezes. Para transações divididas em mais de duas vezes, o percentual de juros pode chegar a 28,04%.

Por que optar pelo Mercado Pago?

O principal benefício do sistema é diminuir os riscos para ambas as partes, que podem contar com a garantia da segurança dos dados e da transação como um todo. Assim, mais pessoas se sentem seguras ao adquirirem produtos pela internet, enquanto os vendedores ganham com a versatilidade de oferecer diferentes formas de pagamento.

Atualmente, não oferecer uma determinada bandeira de cartão de crédito ou débito pode significar a perda de uma venda. Com o Mercado Pago, o vendedor não passa por essa dificuldade, recebe o pagamento em poucos dias e mantém o controle do faturamento.

Gostou deste post? Então, deixe o seu comentário! Assim, poderemos criar conteúdos cada vez mais interessantes!