Cada vez mais, o mercado das vendas online tem apresentado boas oportunidades para quem aposta no seu potencial. Afinal, é possível comprar online no horário em que for mais conveniente, pesquisando preços e recebendo as encomendas em casa. Mais conveniente do que isso é impossível, né?

Nesse contexto, muitas pessoas que querem começar a vender online escolhem o Mercado Livre. A razão é simples: este é o maior marketplace da América Latina. Quer aprender como vender no Mercado Livre? Você está no lugar certo, aqui mostraremos  um passo a passo super completo para você estrear por lá! 

O que precisa para vender no Mercado Livre?

O cadastro do vendedor na plataforma do Mercado Livre é feito de forma intuitiva, com uma sequência de passos na qual é necessário informar os principais dados. Depois, o vendedor está liberado para cadastrar os seus produtos na forma de anúncio e começar a vender. Veja o que é necessário informar quando se trata de pessoa física ou jurídica:  

Pessoa física

Se o comerciante que estiver se cadastrando no Mercado Livre for pessoa física, deverá informar o nome completo, CPF e e-mail. Além disso, terá que criar uma senha, que será a mesma dos acessos seguintes. 

Pessoa jurídica

No caso de o vendedor ser pessoa jurídica, terá que inserir o CNPJ da empresa, a razão social e o e-mail. Também será necessário criar uma senha para esse e para os próximos acessos. 

Quanto se paga para vender no Mercado Livre?

O Mercado Livre tem um sistema de cobrança que incentiva a venda, já que não cobra um valor fixo mensal, mas sim uma quantia sobre as vendas. Existem 3 categorias de anúncios entre as quais você poderá optar, e o valor a ser pago dependerá disso. A categoria mais simples é a grátis, ou seja, não há custo algum mesmo quando o produto é vendido. 

Nesse caso, a visibilidade do vendedor fica limitada. Por isso, a maior parte das pessoas opta pelo plano clássico ou premium. No caso de venda de produtos com preço menor que R$ 99, o vendedor paga R$ 5 mais 10% a 19% sobre o valor do item vendido. Caso o valor do produto seja acima de R$ 99, o Mercado Livre cobra somente a porcentagem.

Como vender no Mercado Livre?

Agora que você já entendeu como esse marketplace funciona, apresentaremos um passo a passo sobre como vender no Mercado Livre. Com ele, você poderá entender quais são as melhores estratégias para seu negócio:

1. Crie a sua conta

O primeiro passo para vender no Mercado Livre é se cadastrar e criar uma conta como vendedor. Isso é pode ser feito tanto por pessoa física ou jurídica, o que difere de outros marketplaces, que exigem somente a participação de empresas. 

2. Crie anúncio no ML

No Mercado Livre você não cadastra um produto, mas cria um anúncio. Ou seja, cada novo item que você incluir na plataforma terá que ser na forma de anúncio. Isso não significa que deverá pagar pela divulgação, pois a cobrança ocorre só depois da venda se concretizar. 

3. Escolha a categoria do seu anúncio

O Mercado Livre oferece três categorias de anúncio. A grátis permite que o vendedor não pague nenhum valor para a plataforma, porém a divulgação do anúncio é pequena. A clássica oferece exposição alta e a premium disponibiliza o máximo de exposição para o anúncio. 

4. Adicione as informações sobre os produtos

Esse ponto é muito importante para ter sucesso nas vendas. Quando for criar o anúncio, dedique-se a incluir o máximo de informação possível sobre o produto. Isso ajuda o cliente na hora de entender se está diante do item que procura. 

5. Categorize as mercadorias

Se você quer que o seu produto apareça nas buscas, deve categorizá-lo muito bem. Assim, aumenta as possibilidades de os usuários encontrarem o item em suas buscas. Lembre-se que um produto pode pertencer a mais de uma categoria. 

6. Insira os dados do produto

Sabe aquelas especificações técnicas do produto? Você também deve informá-las na hora de cadastrar os anúncios. Desta forma, cria um espaço transparente, onde o seu consumidor pode confiar. 

7. Defina as condições de venda

Se você vende um produto mais caro e quer oferecer a alternativa de o cliente parcelar sem juros, deverá optar pelo plano premium, que permite o parcelamento em até 12 vezes sem nenhum acréscimo. 

8. Selecione o tipo de anúncio

O tipo de anúncio faz diferença para a visibilidade do seu produto. O grátis fica ativo por até 60 dias e oferece baixa exposição; o clássico não tem prazo e oferece exposição alta; e o premium oferece a máxima exposição possível no canal de vendas. 

9. Escolha as opções de envios para a entrega

O Mercado Livre oferece algumas alternativas de envio das encomendas, cabendo a você escolher as que têm mais sintonia com seu negócio. São elas: Mercado Envios, Mercado Envios Full, entrega por minha conta e entrega pessoal. 

Dicas para fazer a primeira venda no Mercado Livre

Vamos supor que você já se cadastrou no Mercado Livre e está com tudo pronto para começar a vender. Recomendamos que faça um checklist contemplando os itens abaixo para ver se a sua loja está o mais assertiva possível. Veja só:

Use fotografias de qualidade

Quanto melhor for a qualidade das fotografias, mais chances você tem de atrair os consumidores. Lembre-se que a concorrência no Mercado Livre é alta e que boas imagens são uma forma de passar confiança e de se diferenciar. 

Defina preços competitivos

Não adianta criar uma loja cheia de produtos de qualidade, com boa descrição e imagens excelentes se o preço não estiver de acordo com o mercado. Antes de definir seus valores, confira os que são praticados pela concorrência.

Detalhe as informações de frete e garantia

Quanto mais claras forem as informações sobre o método de envio e a garantia do produto, maior é a possibilidade de você despertar a confiança de seu cliente. E lembre-se: cumprir é tão importante quanto prometer.

Invista na integração com o e-commerce

Se você tem uma loja virtual, faça a integração da plataforma com o marketplace. Com isso, poderá gerenciar as vendas e o estoque de maneira unificada, economizando tempo e reduzindo o risco de erros.

Como fazer integração do Mercado Livre com loja virtual?

Mas como vender no Mercado Livre de forma integrada com o e-commerce? É simples! Existem plataformas que oferecem a possibilidade de integração entre os produtos da loja virtual e do marketplace. É exatamente por isso que é tão importante escolher uma plataforma completa na hora de criar do zero o seu comércio eletrônico. 

A Simplo 7 é um bom exemplo de plataforma que dispõe de uma série de integrações, não só com o Mercado Livre, mas também com o Zoom, Google Shopping, etc. A vantagem de já criar a sua loja numa plataforma com tantas ferramentas é que você não precisará migrar para outra plataforma quando seu negócio crescer. Isso economiza tempo e trabalho! 

Quando as vendas aumentarem e surgir a necessidade de usar mais recursos ou de cadastrar mais produtos, você apenas deverá fazer uma ativação, uma vez que tudo já está disponível para uso. Além disso, não precisará arcar com os riscos de migrar de plataforma com a loja em funcionamento. 

Agora que você já sabe tudo para começar a vender no Mercado Livre é hora de pensar na melhor estratégia para isso. Você já tem algum produto em mente ou precisa fazer uma pesquisa para ter ideias? Se você ainda está criando o seu negócio e não tem certeza sobre suas escolhas, sugerimos que faça um plano de negócios

Com ele, poderá criar uma empresa muito mais segura e assertiva. E sabe o que isso significa? Maiores chances de crescimento. Boa sorte!