Aparecer no Google por meio do tráfego orgânico é o desejo de muitas marcas. É como estar no horário nobre da TV, com a vantagem de ter um custo menor para impactar os usuários e a possibilidade de avaliar e mensurar dados para elaborar uma estratégia mais assertiva.

Para levar esse desejo adiante, é necessário elaborar uma boa estratégia de marketing digital, e o primeiro passo é identificar as palavras-chaves (ou keywords) certas para atrair o público. Estamos falando aqui de termos ou frases usados para descrever um assunto de forma objetiva e que são utilizados pelo usuário ao procurar algo nos mecanismos de busca.

O SEO (Search Engine Optimization) utiliza essas palavras como alicerce para encontrar conteúdos que vão responder as dúvidas do usuário. A partir daí, começa o relacionamento com esse cliente em potencial, que pode se estender até a finalização da compra.

No post de hoje, mostraremos as principais práticas para aparecer no Google utilizando o SEO como base. Vamos começar?

1. Defina palavras-chaves relevantes

As palavras-chaves precisam estar relacionadas à proposta da loja virtual. Para isso, será necessário pesquisar/avaliar a incidência, a dificuldade, a oportunidade por trás de cada uma delas, a intenção de compra e a posição atual.

O ideal é utilizar ferramentas como o Google Trends e o Google AdWords Keywords Tool para pesquisar os assuntos mais procurados, testar no próprio buscador e acompanhar a concorrência para saber onde eles estão acertando e onde estão errando. Assim, você pode moldar a sua estratégia pautando-se em objetivos e metas.

2. Defina a posição das palavras-chave

Basicamente, a palavra-chave deve estar presente no título do post, no primeiro parágrafo, no último parágrafo e, se possível, em algum subtítulo. Para que a estratégia seja mais relevante, também é importante nomear as imagens do artigo com a mesma palavra-chave na meta description e nas indicações dos produtos da loja (geralmente no rodapé ou na lateral da página). Vale ressaltar ainda a relevância das palavras com o tema, na harmonização do texto e nas indicações dos produtos.

3. Crie uma página para cada palavra-chave

Digamos que você tenha um blog e compartilhe conteúdo nele. Cada página criada com um post novo deve ser exclusiva para aquela palavra-chave. Você até pode utilizar palavras relacionadas, mas deve se atentar para não poluir o texto nem torná-lo confuso com o uso de muitas delas.

4. Faça uso do link building

Se mais de uma página indica que o usuário acesse determinado link, o Google entende que ele é mais relevante. Nesse contexto, a loja virtual pode agir de duas formas: fazendo links internos na sua loja de ou estimulando que outros sites criem links para o seu site/conteúdo, o que aumenta sua popularidade e credibilidade. É importante apontar para links relevantes, que tenham a ver com o post e que agregue mais informações.

5. Apresente URLs amigáveis

As URLs amigáveis facilitam a indexação no Google e a procura do usuário. É importante utilizar encurtadores para evitar números em excesso, tornando a aparência mais “amigável” para o usuário, e utilizar a palavra-chave. Evite também repeti-las, pois isso dificultará que os buscadores indexem a sua loja.

6. Faça o acompanhamento para aparecer no Google

Qualquer estratégia de marketing digital exige o acompanhamento e mensuração de resultados. Uma das ferramentas para essa tarefa é o Google Analytics, que permite saber o comportamento dos usuários no seu site e o caminho que percorreram até chegar nele.

Acompanhar os resultados do seu site permite melhorar o desempenho no intuito de ter um melhor ranqueamento para aparecer no Google. Trata-se de uma estratégia que exige constante acompanhamento, mas que garante uma boa presença nos buscadores.

Gostou das nossas dicas para fazer o seu e-commerce se destacar nos buscadores? Então aproveite para acompanhar nossas redes sociais e ter acesso a outras novidades que vão alavancar suas vendas: estamos no Facebook, Twitter, LinkedIn e Instagram!