A sua loja online está segura neste atual momento? Por mais que não seja o ideal, a segurança da loja virtual acaba sendo um dos últimos itens da lista para analisar no momento em que vamos iniciar um negócio online.

No início de um empreendimento, definir o produto a ser vendido, o público-alvo, a plataforma para criar a loja virtual e as estratégias digitais ficam no topo de tarefas mais importantes de serem cumpridas para iniciar o negócio digital.

E por mais que elas sejam atividades fundamentais para o negócio ser impulsionado,  precisamos pensar em primeiro lugar na segurança da loja, porque sem ela todas as atividades feitas antes podem ser facilmente perdidas por conta de uma invasão no sistema ou roubo de dados de clientes, que passam a perder a confiança na sua loja.

Para evitar que todo o esforço inicial não tenha sido em vão, é importante que o lojista se atente a segurança da sua loja virtual, e tenha certeza de que todo o sistema e servidores estejam intactos e com um nível de segurança alto para evitar qualquer tipo de invasão.

Neste artigo, você vai conhecer mais sobre a segurança que deve ser aplicada na loja virtual, os principais ataques cibernéticos que ocorrem nesse mercado, além de ficar a par das principais práticas para manter a segurança do seu negócio digital e como conseguir ter os famosos selos de segurança para garantir mais credibilidade ao seu e-commerce.

O que é segurança no E-commerce?

A segurança da loja virtual é um conjunto de práticas que ajudam a proteger o seu negócio digital e mantê-lo funcionando corretamente. Com ela você consegue garantir que os dados de clientes não sejam vazados, que os pagamentos não passem por fraude e que hackers não invadam o sistema da sua loja virtual.

Cuidar da segurança da sua loja online sempre foi algo importante, mas ela se tornou mais conhecida quando a Lei Geral da Proteção de Dados, ou LGPD, se instaurou no Brasil.

Essa lei não é uma grande novidade, sendo que existem versões parecidas dela em países da Europa ou nos Estados Unidos. Ela nasceu para criar algumas regras que as empresas devem aplicar como sinal de respeito com os dados das pessoas e a segurança das informações sendo compartilhadas.

Ela possui algumas exigências que já podemos ver que estão sendo aplicadas em diversos sites do Brasil nos últimos tempos como, por exemplo:

  • avisar o público sobre como os dados que ele fornece vão ser utilizados;
  • pedir permissão para poder armazenar dados enquanto a pessoa navega pelo site;
  • utilizar um sistema totalmente seguro e criptografado para evitar que os dados sejam roubados.

Essas são só algumas medidas que a LGPD pede das empresas, sendo que conhecer elas mais a fundo é importante para o que seu negócio fique de acordo com ela e trabalhe de forma segura com os dados dos seus clientes.

Quais os fatores de segurança mais importantes da sua loja virtual?

Quando falamos de segurança na loja virtual, existem alguns fatores principais que os lojistas devem prestar mais atenção no momento de montar a sua loja e escolher a plataforma ideal para isso.

Muitas plataformas de criação de loja virtual possuem recursos que garantem que a sua loja já entre no mercado com as funcionalidades ideais de segurança, o que ajuda para que o seu público tenha mais confiança em comprar de você.

Abaixo citamos alguns recursos importantes para se prestar atenção no momento de montar a sua loja virtual, ou de realizar uma manutenção ou mudança de plataforma.

Utilize uma plataforma segura de loja virtual

Cada plataforma de criação de loja virtual possui níveis diferentes de segurança para proteger o negócio e seus clientes das mais variadas ameaças digitais.

Quando foi escolher a plataforma ideal para você, reflita sobre o tipo de segurança que ela consegue fornecer para o seu e-commerce, e compare com outras plataformas para que assim você escolha a opção mais segura.

Ative o certificado SSL do seu site

O certificado SSL é um certificado digital que criptografa os dados que são enviados para o seu site, fazendo com que eles tenham um nível a mais de segurança e não sofram com roubos de hackers no futuro.

Ao ter ele, os seus clientes têm mais confiança em você, além de facilitar para conseguir usar algumas funcionalidades de marketing, como o Google Shopping, que só permite campanhas com sites que tenham a criptografia SSL.

Verifique com frequência possíveis vírus

É sempre bom ter um antivírus de confiança para que ele possa identificar com eficiência quando um possível vírus entra no sistema da sua loja virtual, e já realize alguma ação para retirá-lo, fazendo com que a sua loja fique protegida contra ataques indesejados.

Crie senha fortes

Ter senhas fortes é um dos níveis de segurança mínimos que devem ser implantados na sua loja virtual. De nada adianta investir pesado em programas de segurança se o principal fator que permite o acesso irrestrito à sua loja tenha sido feito de qualquer jeito.

Se dedique na criação de senhas e faça com que elas fiquem o mais longas e difíceis possíveis para evitar que os hackers invadam o sistema.

Faça um backup frequente do seu site

É fundamental que a sua loja virtual passe por backups diários ou semanais que são os responsáveis por armazenar todas as informações do seu site como produtos cadastrados, cupons, promoções, layout personalizado, banners, entre outras características.

Ao salvar tudo isso você garante que em um momento de ataque, você não perca toda a configuração do seu site, e possa utilizar o backup para colocá-la no ar novamente com tudo igual ao que era antes.

Invista em ferramentas antifraude

Outro ponto essencial na segurança da loja virtual é cuidar com possíveis fraudes no pagamento, que podem ocorrer de diversas formas.

Para isso o ideal é trabalhar com um sistema antifraude, que identifique transações estranhas no momento em que ocorrem, e garantam que o seu negócio não passe por algum tipo de prejuízo por ter enviado um produto que o cliente não teve o pagamento confirmado.

Quais são os tipos de ataque sofridos por e-commerces?

Com o crescimento do e-commerce e das compras online, também acabou crescendo os variados tipos de ataques sofridos pelas lojas virtuais, que não possuíam um sistema muito seguro para realizar suas operações.

Listamos abaixo alguns ataques mais comuns nesse meio para você tomar conhecimento deles e saber se preparar.

DDoS

Esse tipo de ataque consegue tirar a sua loja virtual do ar, porque ele sobrecarrega o servidor do seu site com um número muito grande de informações que ele não consegue processar, fazendo com que seus recursos se esgotem. Dessa forma o negócio pode perder em vendas e na confiança do consumidor na marca.

Eavesdropping

Esse ataque é uma técnica de hacking que consiste em violar a confidencialidade permitindo que o hacker roube dados de senhas, CPF, cartões de crédito, logins entre outras informações pessoais que deveriam ser sigilosas.

SQL Injection

Esse tipo de ataque é quando o hacker se aproveita de falhas no sistema e consegue realizar consultas no banco de dados da plataforma de e-commerce para conseguir ter os dados sigilosos da sua loja virtual.

Invasão em servidores

E por último temos o ataque em que hackers invadem o sistema da loja virtual e pedem uma quantia em dinheiro para devolvê-la ao lojista, funcionando como um sequestro. Esse é um dos ataques que geram os custos mais altos para as empresas.

Como proteger a loja virtual de ataques cibernéticos?

Para garantir que a sua loja virtual não seja afetada por tais ameaças, é importante investir para mantê-la sempre o mais protegida possível.

E isso pode ser feito com medidas simples como ter o certificado SSL e utilizar um antivírus de qualidade que identifique as ameaças antes que elas possam fazer algo no sistema da sua loja virtual.

Também é fundamental ter selos de segurança na loja, que mostram aos seus consumidores que o seu site é sério, além de treinar bem sua equipe interna para eles conhecerem os ataques que acontecem, o que fazer em cada um e como contribuir para a segurança da loja virtual.

Como manter a loja virtual segura?

Existem uma série de práticas que ajudam a manter a sua loja virtual mais segura no dia a dia, impedindo assim que possíveis ataques ocorram com facilidade.

Uma dessas formas é utilizar uma loja virtual blindada, que é quando implantamos ferramentas que conseguem mostrar as principais brechas de segurança que o site tem onde o hacker poderia entrar. Dessa forma você consegue utilizar os dados da varredura feita para proteger melhor a sua loja antes que qualquer ataque seja realizado.

Além da blindagem, pode ser muito interessante para a sua loja virtual utilizar um sistema que acompanhe o número de cancelamentos de compras, para poder identificar se possíveis fraudadores estão tentando encontrar falhas na segurança da sua loja virtual.

E por último, recomendamos que a sua loja virtual contrate um serviço especializado em hospedagem dedicada ao invés de uma compartilhada, em que você precisa dividir o seu espaço com outras empresas.

Isso é importante porque, se as outras empresas que você compartilhar o espaço não investirem em segurança, pode ficar mais fácil para um hacker entrar no sistema dela e acessar os outros sites que estão na mesma hospedagem compartilhada.

Então, assim que puder, conte com uma hospedagem dedicada somente ao seu site, para evitar que seus investimentos na segurança não sejam em vão.

Quais são as Tendências de segurança para loja virtual?

Com os avanços da tecnologia conseguimos ver muitas tendências em diversos ramos, e o da segurança para lojas virtuais também pode sofrer algumas alterações nos próximos anos.

Uma dessas tendências é o avanço na análise preditiva e inteligência artificial, que possibilitam que as organizações consigam acompanhar a segurança da sua loja virtual em tempo real, e determine de forma automática quais tipos de transações são mais prováveis de serem fraudes, para que assim o negócio consiga ter menos prejuízo.

Outra tendência que está surgindo pode ser vista na blindagem do site, onde a inteligência artificial consegue automatizar essa área, fazendo com que o sistema identifique mais rapidamente e de forma automática possíveis problemas no sistema de segurança da loja virtual.

Nessa esfera o RASP, uma tecnologia que protege os aplicativos enquanto eles estão sendo executados, consegue fornecer uma camada adicional de segurança conforme as ameaças são identificadas. Dessa forma a máquina aprende a identificar com mais facilidade ataques como SQL Injection e invasões.

Como conseguir selo de segurança para a loja virtual?

Existem diversos selos de segurança que podem ser implantados na sua loja virtual. O certificado SSL por exemplo, geralmente é gerado no momento em que adquirimos um domínio personalizado para nosso site, onde muitas vezes ele pode vir de forma automática.

Para conseguir os outros selos de segurança existentes é necessário entrar em contato com as empresas que oferecem essa certificação. Para isso, opte sempre pelas empresas que possuem mais experiência no setor, pois elas conferem mais credibilidade e visibilidade.

No momento em que você entrar em contato, você precisará fazer um cadastro, onde você informará seu CNPJ e outros dados da empresa que serão utilizados para avaliar a sua loja e assim realizar a instalação do certificado.

Lembrando que todo esse processo ocorre de forma online, não sendo necessário ir até o escritório das empresas certificadoras.

Quais recursos usar para aumentar a segurança da loja virtual?

Para aumentar a segurança da sua loja virtual é importante que a plataforma que você utiliza possua um alto nível de segurança, e ofereça recursos de certificados, selos e sistemas potentes que identifiquem possíveis fraudes nos pagamentos.

A plataforma que consegue oferecer tudo isso e muito mais é a Simplo 7, que possui recursos específicos de antifraude, além de realizar diversas integrações com vários sistemas de forma totalmente segura e transparente.

Conheça mais sobre os nossos recursos de segurança da loja virtual e venha com a gente revolucionar o seu negócio digital!