Mesmo com a crescente expansão do mercado de comércio eletrônico, vender online não é uma tarefa tão simples e fácil como muitos acreditam. É preciso trabalho duro, dedicação e o uso das ferramentas certas para que um negócio tenha sucesso. Mas quais são essas ferramentas? E como aumentar vendas online aplicá-las?  

Ao longo deste artigo responderemos a essas e outras questões, além de trazer 15 estratégias infalíveis que ajudarão seu e-commerce a vender mais. Leia até o final!   

Porque a loja virtual não vende?

Porque minha loja virtual não vende? Como aumentar vendas online? Essas são questões muito recorrentes entre os lojistas. 

Sua loja está estruturada e seus produtos bem organizados. Mas mesmo tendo feito tudo corretamente, com a divulgação certa, bons preços, boa qualidade, seu produto não tem o destaque esperado e sua loja continua com as vendas baixas. 

Outra pergunta comum é: por que as outras lojas vendem? O que estão fazendo de diferente? 

Em anos de experiência com vendas e consultoria, foi possível perceber que nas lojas virtuais com altos índices de vendas, existem 6 características importantes que tornam seus produtos um produto vencedor. Vamos a elas:

Preço/ Ticket Médio entre R$ 100 e R$ 200 reais

O ticket médio é um dos assuntos mais importantes a ser discutido. O padrão ideal de ticket médio para o produto selecionado, precisa estar entre R$ 100 e R$ 200 reais. Quando for abaixo de R$ 100 reais, o valor do frete pode passar a ser um problema, pois poderá se tornar muito alto em proporção ao preço do produto. 

Valores muito altos de frete têm sido um dos motivos que desestimulam a compra por parte dos consumidores. E quando o ticket médio está acima de R$ 200, o valor se torna alto demais para a primeira compra de um consumidor em uma loja que ainda não conhece. 

Em alguns casos, dependendo do produto, o frete não é o problema, mesmo que o ticket médio seja menor que R$ 100. Porém, para casos da venda de apenas um item, um frete alto pode desencorajar a compra.

 Uma estratégia para estimular a compra e aumentar o valor do ticket médio é a criação de ofertas. Por exemplo, kits de produtos que ao serem colocados juntos, alcançam o valor entre R$ 100 e R$ 200 reais. 

Peso de até 5Kg, volume cúbico de 0.3m³

Outro fator que precisa ser pensado, diz respeito ao tamanho e peso do produto. O frete passa a ser mais caro no caso de itens muito pesados ou grandes, o que acaba por desestimular o consumidor no hora de finalizar sua compra.    

Somado a isso, existe o fato de que produtos grandes e pesados são mais difíceis de armazenar e, consequentemente, despendem uma estrutura mais ampla. Isso torna a logística para o armazenamento mais complicada, e também mais cara. 

Assim como o seu manuseio, o embalo e a locomoção destes produtos são mais trabalhosos, acarretando em uma maior dificuldade para gerenciar um número grande de pedidos. 

No caso de produtos muito pequenos, existe a facilidade de serem perdidos, desviados, ou até mesmo, furtados. Além disso, esse tipo de item tende a ser mais frágil, com maior risco de danos quando transportado.         

Concorrência/Competitividade

Ter concorrentes não é ruim para os negócios, pelo contrário. A concorrência significa que existe mercado para o produto e, consequentemente, há espaço para o seu negócio dentro deste.   

Ao escolher os produtos que deseja comercializar, pode acontecer de você se deparar com algum item que ainda não está sendo vendido. E existem duas hipóteses para explicar isso: você pode estar lidando com um mercado ainda ignorado, o que pode lhe proporcionar um grande empreendimento de altos lucros, ou se trata de um mercado improdutivo, cujo produto não tem boa aceitação e, por isso, não está sendo comercializado. 

Infelizmente o segundo caso é mais comum de acontecer. Portanto, saiba que ter concorrentes é um bom sinal para seu e-commerce.  

Frequência de Compra

A frequência de compra é outra das características a serem pensadas. Não são todos os produtos que possuem uma frequência alta de compra. Nesse sentido, é interessante trabalhar com produtos de vida útil curta, os quais o consumidor tenha a necessidade de repor.    

A captação de clientes não é algo simples e fácil para uma loja virtual. Fazer com que uma pessoa compre pela primeira vez em uma loja que ainda não conhece é uma tarefa difícil.

Porém, após essa primeira compra, existe uma grande possibilidade de que os clientes voltem a comprar na sua loja. 

Somando esse fator a um tipo de produto que tenha alta frequência de compra, ou que precise de reposição, é bem possível realizar mais vendas para um mesmo cliente, o que ajuda a aumentar o faturamento.    

Reposição de Estoque Rápida ou Estoque Infinito

Uma loja virtual é algo que requer muito trabalho. É preciso realizar a compra, o armazenamento, cadastrar os produtos com boas fotos e uma boa descrição, criar estratégias de marketing, gerenciar os pedidos, embalar e enviar. Todas essas etapas devem ser feitas com muito cuidado e empenho.  

Realizar a compra de um produto cujas condições sejam favoráveis e lucrativas, mas que não haja garantia de que continuarão sendo na próxima compra, pode ser sinal de que você está criando um canal de vendas competente para um tipo de produto que pode não continuar a ser vendido.   

MarkUp de no mínimo 2 a 2,5

Para explicar o que significa MarkUp vamos utilizar um exemplo: ao comprar um produto por R$ 100,00 e vendê-lo por R$ 200, o produto tem um MarkUp de 2. 

No caso deste ser vendido por R$ 250,00, o MarkUp passa a ser de 2,5. Portanto o Markup diz respeito à margem de lucro que é adicionada aos custos do produto, na formulação do preço final. 

Essa margem é importante, pois possibilita cobrir os custos dos produtos, das operações, da administração e, ainda assim, que haja um certo valor para investimentos. Caso o Markup for inferior a 2, é bem provável que fique difícil cobrir tais custos, afetando, principalmente, as verbas destinadas ao crescimento da empresa.     

Realizar investimentos e cobrir os todos custos diminui a margem de lucro, mas é fundamental para que o negócio seja sustentado a médio e longo prazo. Com a utilização de um Markup entre 2 e 2,5, fica possível cobrir os custos, realizar investimentos e ter lucro.     

O que fazer para aumentar as vendas?

Em muitos casos vender pela internet pode ser um desafio, mas esta forma de negócio tem se mostrado também uma oportunidade muito promissora. O uso de algumas estratégias simples possibilitam o aumento das vendas do e-commerce.

As lojas virtuais têm que enfrentar uma concorrência acirrada, fazendo com que torne-se indispensável desenvolver estratégias para atrair mais clientes para sua loja virtual e aumentar suas vendas.

A seguir, trazemos algumas estratégias essenciais de como aumentar vendas online. Acompanhe!       

Use estratégias para aumentar as vendas pelo WhatsApp

O aplicativo de mensagens WhatsApp é extremamente popular no Brasil e faz parte do cotidiano da população em diferentes níveis. Seja para envio de mensagens inspiradoras em grupos diversos, quanto para manter contato com amigos e familiares distantes. 

Porém, outra possibilidade que tem se mostrado bastante promissora, é o uso desta ferramenta nas vendas online, bem como para a divulgação de produtos e serviços. 

O potencial de aproximação entre loja virtual e consumidor via WhatsApp, torna o contato menos frio, quando comparado a outros tipos de interação, como via e-mail, por exemplo.

Atender pelo WhatsApp proporciona ganho em produtividade, na medida que um mesmo vendedor presta atendimento a diferentes clientes ao mesmo tempo.  

Use estratégias para aumentar as vendas pelo Instagram

O Instagram tornou-se também uma ferramenta indispensável para as lojas virtuais, isso pode ser comprovado pela criação da versão Business do aplicativo, destinada exclusivamente a empresas, que oferece informações importantes para o negócio.    

Com inúmeras possibilidades, além do simples compartilhamento de telefone, link da loja virtual e descrição da marca, os perfis comerciais possuem acesso aos dados de impressão, do alcance e engajamento das publicações de seu perfil. 

Essas informações permitem análises do perfil de seguidores da conta, sendo possível saber idade, localização, gênero, bem como os dias e horários de mais acesso ao perfil. Desta forma, é possível promover as publicações e a venda de produtos dentro do próprio aplicativo.

Use estratégias para aumentar as vendas com tráfego Pago

Em primeiro lugar, é importante compreender o que significa tráfego pago e qual é influência na sua página. 

De uma forma mais simplificada, o tráfego corresponde aos acessos que as páginas e o site da loja virtual recebem. Os dados de tráfego têm se transformado em uma ferramenta essencial para o marketing digital. 

O tráfego pago é quando o empreendedor investe dinheiro para que suas páginas sejam divulgadas e assim, atrair mais visitantes. Ou seja, pagar determinado valor pelos serviços de divulgação de plataformas como Google, Facebook e Instagram. 

O Google, por exemplo, realiza a divulgação através de palavras-chave correspondentes à sua loja virtual. Quando o consumidor busca por essas palavras na plataforma, seu site pode ser um dos primeiros a aparecer.

Use estratégias para aumentar as vendas com tráfego orgânico

Diferente do tráfego pago, o tráfego orgânico é gratuito e baseia-se nos interesses dos consumidores por um determinado termo de pesquisa. De uma maneira mais simples o tráfego orgânico, diz respeito aos acessos adquiridos sem a necessidade de investimento direto.     

Os visitantes orgânicos são atraídos através dos conteúdos encontrados nos mecanismos de busca por palavras-chave específicas. Esta é uma das práticas mais comuns dos consumidores e o custo benefício pode ser mais vantajoso para o lojista.

Existem ferramentas para mensurar as visitas orgânicas geradas, como o Google Analytics, por exemplo. Ele possibilita que o lojista tenha acesso a informações da origem da visita, se ocorreu através de e-mail marketing, link de um artigo de blog, entre outros.

Pelo Google Analytics também é possível mapear as visitas geradas por mídia paga, proporcionando uma análise completa do tráfego da loja virtual. 

Como aumentar vendas online? 

Você quer saber como aumentar vendas online da sua empresa? Quando os consumidores escolhem comprar ou não algo, muitas vezes trata-se de uma decisão baseada em gatilhos psicológicos. Seu produto pode ser ótimo, mas se o seu site não estiver preparado para atrair e guiar o consumidor, você terá dificuldades.

De qualquer forma, antes de revisar seu site, é possível trabalhar em mudanças psicológicas sutis que influenciam seus visitantes. Cada tipo de público tem uma forma particular de compra e, portanto, saber filtrar os ruídos na comunicação, é um desafio. 

Entender como os consumidores interagem com as páginas da web dá uma vantagem às empresas que realmente buscam conhecer o comportamento de seu público-alvo. A seguir, apresentamos 15 dicas infalíveis para aumentar as vendas de seu e-commerce.

1. Faça o envio parecer livre

Os consumidores são atraídos pelo preço que vêm inicialmente. Isso significa que o melhor a fazer é incluir no preço inicial o custo do frete pelo envio.

Quando os compradores vão descobrindo custos adicionais no decorrer do processo de compra, isso cria ansiedade que faz com que muitos desistam de concluí-la.

Incluir o valor do frete no preço final, dá ao consumidor uma sensação de maior vantagem, pelo simples fato de o preço se manter o mesmo desde a divulgação, até o fechamento. Ele sente mais confiança e transparência por parte de sua marca. 

2. Utilize tag de 99 centavos no final

Essa estratégia é conhecida como ‘efeito do dígito esquerdo’. 

Quando o consumidor vê um preço de R$ 19,99 ao invés de R$ 20,00, isso faz uma diferença psicológica. Ele ficará ancorado no número 19 e não no 20. Além disso, o preço para ele ficará na faixa de 10 a 20 ao invés de 20 a 30.

Apesar de ser um centavo de diferença, os usuários percebem seu produto como mais acessível.

3. Oferecer atualizações de produtos

No final do processo de compra, ofereça atualizações do produto. Seu consumidor pode estar comprando algo por R$ 100,00, digamos. Durante todo o processo de tomada de decisão, até o checkout, ele está convencido de que é uma boa compra.

Se você oferecer a soma de R$ 10,00 para segurar o produto no final, por exemplo, ele ficará mais propenso a aceitar a oferta. Ele pode pensar que a diferença de apenas R$ 10,00 é vantajosa,  porque ele já está psicologicamente ajustado ao preço inicial.

4. Crie um senso de urgência

Os compradores ficam mais propensos a fechar uma compra, quando pensam que há tempo finito para fazer isso.

Quando eles acreditam que poderiam comprar o mesmo produto amanhã ou daqui a uma semana pelo mesmo preço (ou menor), é menos provável que façam a compra hoje.

Criar um senso de urgência leva a vendas mais rápidas. Para fazer isso, você pode mostrar um número limitado de itens no estoque restante, ou também, explicar que os preços atuais não serão mantidos por muito tempo.

Esses sinais levarão o comprador a uma decisão mais rápida, além de fazê-los pensar que está comprando um item com desconto.

5. Questione as preocupações

É comum que um consumidor que esteja visitando seu site tenha dúvidas sobre a compra. Vale a pena o dinheiro investido? Posso encontrar um valor melhor em outro lugar? Vai funcionar como indicado?

Na página do produto, você pode abordar essas preocupações. Uma seção de “Perguntas frequentes” também é eficaz. 

Você pode trabalhar as respostas nas descrições dos produtos, além de destacar as vantagens da compra. Isso impedirá que os consumidores façam pesquisas adicionais ou fiquem com dúvidas que evitam a compra.

6. Demonstrar credibilidade

Adicionar algum depoimento de clientes anteriores ou estatísticas que indicam o uso frequente de seu produto, poderá aumentar suas vendas. 

Isso é especialmente eficaz quando você inclui essa informação próxima ao botão “Comprar agora”. Saber que ele não está sozinho e que sua marca é respeitada, dá mais confiança ao cliente em sua compra.

7. Faça com que os clientes se sintam altamente valorizados

Os clientes gostam de atenção individual e é bom que você consiga atender a essa necessidade. 

Essa atenção pode vir na forma de um desconto especial, na oferta de assistência às suas necessidades ou tornando todo o processo de pagamento o mais flexível possível.

Quando eles se sentem confiantes de que você (ou seu site) cuidou deles durante a compra, eles têm mais chances de clicar em “Confirmar”.

8. Acompanhamento após a compra

Por mais que pensemos sobre o próximo cliente na fila, reter compradores antigos é muito mais valioso. Um usuário que compra produtos de você várias vezes, contribui muito mais para sua empresa do que um único comprador.

Isso coloca ênfase na fidelização de clientes. Quando eles se sentem valorizados pela sua marca, ficam muito mais propensos a acompanhar a empresa e, até mesmo, a compartilhar sua experiência com os amigos.

Você pode enviar ao cliente um e-mail personalizado perguntando sobre sua experiência ou, melhor ainda, enviar um item personalizado ou oferecer um desconto em produtos futuros.

9. Conte sua história

As pessoas gostam de uma história significativa. Seu website pode compartilhar sua história com eficiência. Através de texto, vídeo ou outros meios, você pode demonstrar quem você é e qual a razão pela qual você iniciou seu negócio.

Expor isso aos seus compradores faz com que eles vejam as pessoas, e a paixão por trás das imagens e números. Além disso, um cliente que acredita em sua história pode comprar seu produto apenas para apoiar sua missão.

10. Use o efeito do meio

Quando você inclui três produtos similares, ao invés de dois, os consumidores provavelmente gastarão mais.

Quando há apenas uma opção mais barata ao lado de uma opção mais cara, a mais barata será selecionada, em média. Adicionar uma terceira opção, no entanto, torna os usuários mais propensos a comprar o “do meio” (o que teria sido a opção mais cara no cenário de duas opções).

Isso funciona porque o mais caro serve como âncora, fazendo com que a oferta do meio pareça mais vantajosa.

11. Seja consistente quanto às publicações

Os consumidores estão buscando informações a respeito do produto, da marca, de como usar, da satisfação de outros clientes e isso aumenta sua exigência. Eles fazem pesquisas, comparam preços e procuram sobre a reputação da marca antes de efetivar uma compra.

Daí surge a necessidade de passar informações reais e de fontes confiáveis. Promoções, ofertas e conteúdo compartilhado devem ser impactantes e verdadeiros. Caso contrário, seus esforços geram um efeito contrário ao de cativar e informar o público.

Geralmente, quando um potencial cliente navega pelos perfis nas redes sociais, ele ainda não está num estágio avançado da jornada de compras. Portanto, variar o conteúdo pode impactar tanto o público que busca um produto, quanto aquele que teve o interesse despertado por conta de um conteúdo informativo.

12. Divulgue ofertas segmentadas

Facebook, Instagram, Twitter e demais redes sociais, oferecem a possibilidade de segmentar anúncios e publicações conforme região, horário e outras características dos seus potenciais clientes. O segredo é criar estratégias específicas para cada nicho de atuação.

Por isso, é fundamental conhecer seu público-alvo e entender seus hábitos de consumo e acesso. 

13. Dedique tempo para seus seguidores

Os consumidores, muitas vezes, preferem entrar em contato pelas redes sociais do que pelo SAC da loja virtual. Por isso, não adianta ter perfis em muitas delas se o e-commerce não publica com frequência ou não responde aos questionamentos dos seguidores.

Os perfis funcionam como canais de atendimento, em que é possível resolver reclamações e interagir com as pessoas. Utilize essas características a favor da empresa, respondendo o cliente sempre que possível, de forma respeitosa e cordial. Dessa forma, conseguirá aumentar a visibilidade e mostrar aos usuários sua preocupação com a satisfação deles.

14. Crie promoções e ofereça cupons de descontos

Existem diversas formas de utilizar as redes sociais para promoções. Dentre elas, podemos destacar:

Semeada

O intuito é divulgar ofertas especiais para o maior número de pessoas, para acelerar a venda de um produto ou serviço em um curto período. A vantagem está em gerar resultados imediatos.

Sorteio

O e-commerce pode oferecer produtos ou vales-compra para quem participar da promoção, seguindo a página ou fazendo alguma ação específica. O objetivo é fortalecer a marca e aumentar sua presença no mercado.

Cupons de desconto para seguidores

A loja virtual pode oferecer códigos promocionais para produtos ou áreas específicas, aumentando as vendas online. Procure alinhar essa estratégia com a de estoque para oferecer descontos mais interessantes e assim, aumentar o ticket médio.

Promoção cultural

A promoção cultural está condicionada a alguma ação do seguidor ligada a um número de visualizações ou curtidas. Um exemplo são as promoções cujo vencedor é aquele com a foto mais curtida ou com a poesia mais compartilhada. 

A ideia aqui é estimular a participação e a criatividade dos seguidores. Como resultado, a marca ganha mais presença de mercado e engajamento com o público.

15. Mensure os resultados

As principais redes sociais oferecem ferramentas de análise, mas nada impede que os gestores procurem outras maneiras de medir as conversões e o alcance das ações realizadas. 

O Facebook, por exemplo, apresenta o Facebook Insights, na aba “Informações”. É possível analisar dados, como número de curtidas e localização dos seguidores, entre outras informações importantes.

Adotando métricas corretas, é possível entender o que está funcionando e o que precisa ser revisto. Os gestores passam a basear suas decisões nos dados e não na intuição, o que auxilia na maior interação e no aumento das vendas online como um todo. 

Cada um desses métodos comprovadamente funcionam, mas cada caso e cenário é diferente. É preciso continuar a fazer alterações sutis para ver quais versões funcionam com mais eficiência para atingir seu potencial máximo. Por isso, sugerimos que leia também sobre como aumentar as visitas na loja virtual. Até  próxima!