O setor de vestuário é um dos mais conhecidos pela sua fama, e também privilegiados por conseguir atingir a maioria das pessoas, já que todos nós temos a necessidade de utilizar esse produto no dia a dia.

Isso faz com que o setor de moda acabe ganhando muito espaço e consiga fazer um bom número de vendas, sendo que as empresas geradas nesse setor conseguem se expandir em pouco tempo quando trabalham com uma boa estratégia de marketing e vendas.

Então, se você é uma pessoa que quer saber como começar a vender roupas online com pouco investimento, saiba que tem bastante espaço para você no mercado e um grande público a ser alcançado. Mas para obter sucesso, é importante se planejar e investir bastante na divulgação para fazer o seu negócio crescer.

Neste artigo, vamos mostrar a você o guia completo para iniciar suas vendas de roupas online, e aproveitar ao máximo os recursos mais baratos ou gratuitos para poder crescer começando com apenas R$1.000,00!

Qual a melhor forma de vender roupas?

Com o avanço da internet e o maior número de pessoas realizando suas compras online, foram surgindo diversas plataformas e recursos diferentes para que os empreendedores tivessem mais chances de fazer boas vendas online, mesmo com um investimento inicial mais baixo.

Dessa forma, atualmente contamos com diversas possibilidades de realizar uma venda online que vão além de só criar uma loja virtual, onde hoje é possível fazer uma venda a partir de uma única foto publicada em uma rede social, por exemplo.

Para você que quer saber como começar a vender roupas com um investimento inicial mais baixo, pode tirar muito proveito das plataformas de vendas que citamos a seguir.

Marketplace

Os marketplaces são grandes shoppings online que reúnem lojas de diversos segmentos, como acontece no Mercado Livre, ou lojas que pertencem a um único setor, como o Elo7, que é mais focado em artesanato.

Esses shoppings virtuais são uma das melhores opções para iniciar suas vendas online. Eles permitem que o seu negócio tenha um perfil na plataforma, onde você pode cadastrar seus produtos. A grande vantagem aqui, é que a maioria das pessoas estão acostumadas a comprar em marketplaces e tem mais confiança nesse tipo de plataforma.

Dessa forma, se você iniciar seu negócio aqui, tem grandes chances de fazer boas vendas. Além do público, também devemos considerar que ele já é todo estruturado, possuindo integrações com diversos meios de pagamento e envio, como os Correios e outras transportadoras.

Outra grande vantagem, é que essa plataforma de vendas não necessita de investimento inicial para você colocar o seu negócio nela, mas ela pode vir a cobrar taxas dos lojistas a partir das vendas realizadas, ou da possibilidade de fazer um produto se destacar na plataforma frente a sua concorrência. Mas, mesmo possuindo esses valores, eles ainda são mais baixos do que outras opções.

Redes sociais

Pelo mesmo lugar que você divulga o seu negócio, agora é possível também fechar suas vendas. As redes sociais se atualizaram bastante nos últimos anos, e agora oferecem diversas funcionalidades para que os empreendedores consigam vender por ela.

E o setor de moda é um dos que mais se beneficia disso. Por vender um produto mais visual, fica um pouco mais fácil de realizar o marketing dele, e divulgar esse produto na plataforma de forma que o público enxergue seu valor.

Muitas lojas de roupas, trabalham vendendo produtos só pelo Instagram, por exemplo, onde seus clientes enviam por mensagens diretas as imagens dos produtos de interesse que viram no feed, e assim já é possível finalizar a compra, onde o lojista pode enviar um link de pagamento pela própria plataforma.

A grande vantagem disso é que, diferente dos marketplaces, quem trabalha vendendo pelas redes sociais não precisa arcar com custos de tarifas sobre venda realizada. O único custo que você pode vir a ter, mas somente se quiser utilizá-lo, é a criação de anúncios na plataforma, que fazem com que o alcance do seu perfil aumente.

Loja Virtual

Por fim temos a loja virtual, que geralmente é a primeira opção que se passa na cabeça de quem quer começar a vender roupas online. Com ela, você consegue ter um espaço único para sua loja virtual, onde é possível personalizá-lo e deixá-lo a cara do seu negócio.

Com a loja virtual, o empreendedor consegue ter mais autonomia, onde ele escolhe as formas de pagamento e envio que realizará na sua loja, além de facilitar a divulgação de possíveis promoções e descontos que podem ser oferecidos.

Porém, uma loja virtual demanda um investimento inicial para conseguir iniciar suas vendas. Existem algumas opções no mercado onde é possível ter uma loja de graça, mas as funcionalidades oferecidas são poucas, e acabam por deixar a loja não muito profissional. Entretanto, essa opção não deve ser totalmente excluída, mas sim pode ser muito bem utilizada quando as vendas ficarem mais consolidadas.

A estratégia que diversas lojas de roupas geralmente utilizam, é iniciar suas vendas por canais de terceiros, como redes sociais e marketplaces, e depois quando suas vendas aumentarem e elas possuírem um capital maior, elas investem em uma loja virtual para profissionalizar mais o negócio.

O que precisa para começar a vender roupas?

O primeiro passo que o empreendedor precisa dar para vender roupas online é montar um plano de negócios, que fornecerá um caminho sólido baseado nos seus principais objetivos, para que você dê andamento ao seu negócio de forma planejada e focada no crescimento. Neste plano, você deve definir as principais características do seu negócio, que geralmente são:

  • nome e identidade visual;
  • definição do seu público-alvo;
  • lista dos seus principais concorrentes;
  • canais que utilizará para vender;
  • como funcionará a compra do cliente;
  • que modelos de peças você venderá;
  • canais que utilizará para divulgar seu negócio.

Para decidir melhor esses detalhes específicos sobre como começar a vender roupas, você pode fazer um estudo de mercado, onde você analisará a forma que seus concorrentes diretos trabalham vendendo a mesma peça que você, e assim terá uma ideia de como o seu público já se acostumou a comprá-la.

Como começar a vender roupas com 1.000 reais?

Saiba que mesmo possuindo um orçamento limitado, você consegue investi-lo bem no negócio para que ele cresça com o passar do tempo. Para isso, é preciso antes de tudo, saber definir que tipo de ação ou investimento é prioridade e ajudará você a alcançar seus objetivos.

Quando você tem uma meta estabelecida, fica mais fácil para conhecer as melhores práticas que existem na internet para crescer o seu negócio, e assim saber como começar a vender roupas online utilizando elas. Abaixo, separamos algumas táticas que você pode aplicar no seu negócio e que demandam um investimento baixo ou, podem sair completamente de graça.

1. Inicie as vendas no Instagram

O principal canal de vendas utilizado pelas lojas de roupas online com certeza é o Instagram. Essa rede social que se iniciou apenas com o objetivo de compartilhar fotos, acabou crescendo e desenvolvendo diversas funcionalidades de vendas.

Quem trabalha em setores mais ligados à aparência, como o de cosméticos, jóias e roupas, consegue aproveitar muito essa rede feita para compartilhar fotos bonitas.

O empreendedor pode focar suas estratégias iniciais de marketing por aqui, onde ele pode inserir seu catálogo de produtos no Instagram Shopping, e marcar as peças de roupas nas fotos do feed, e assim realizar vendas a partir de uma imagem

2. Faça boas fotos

Quando divulgamos uma roupa online para vender, o público sempre vai querer ter uma foto da peça, para conseguir ver mais detalhes do seu formato, cores, caimento no corpo, entre outras características.

Por conta disso, é fundamental que o empreendedor dê uma atenção especial às fotos dos produtos, e sempre tente caprichar e trazer mais qualidade para elas. Atualmente esse trabalho se torna mais facilitado, porque muitos celulares oferecem câmeras com uma boa resolução, além de ser possível realizar edições em programas gratuitos.

Uma dica para deixar suas fotos de roupas mais bonitas, é sempre tentar criar um cenário para elas, e se puder, tire fotos da roupa no corpo para que o público tenha uma noção melhor de como a peça fica.

3. Invista em estoque inicial

Dependendo do tipo de peça que você venderá, se é a pronta entrega ou sob encomenda, você precisará ter um estoque inicial para organizar todas as peças .

No início, esse estoque pode ser apenas uma prateleira ou um cômodo que você tenha disponível na sua casa. Tente sempre mantê-lo organizado e limpo, e guarde as peças em sacos plásticos ou de outro material, que consiga protegê-la do ambiente para que não fique empoeirada.

4. Organize a logística

Uma das partes mais importantes da sua loja virtual é a forma que você realiza os envios dos seus pedidos. Aqui, quanto mais rápido e barato melhor será aos olhos do cliente.

Para isso, tente estudar sobre os diversos tipos de frete oferecidos, e monte um cronograma de atividades a ser seguido quando você receber um pedido, para que assim você consiga enviá-lo corretamente.

5. Estimule a Interação

O seu principal canal de divulgação de produto provavelmente será as redes sociais, e para que o negócio consiga crescer é fundamental que você foque em estimular o engajamento nesses canais.

Isso pode ser feito pelas postagens no feed, ou utilizando recursos dos stories no Instagram, onde você pode criar enquetes e adicionar caixinhas de perguntas para estimular que o seu público converse com você, onde é possível conhecer um pouco mais do que ele gosta e valoriza e assim poder sempre melhorar o seu negócio.

6. Ter um bom produto

Tem alguns consumidores que ainda ficam com um pé atrás de comprar roupas pela internet, já que por esse canal elas não conseguem conferir textura e caimento do produto, o que faz com que elas tenham medo de estar sendo enganadas.

Por isso, um dos pontos principais sobre como começar a vender roupas online, é conferir sempre a qualidade do seu produto e trabalhar com fornecedores que tenham peças de qualidade, que não rasguem rapidamente com o tempo e que sejam feitas com bons tecidos.

7. Utilize bons vídeos

O seu cliente sempre vai querer conferir todos os detalhes das suas roupas antes de realmente finalizar uma compra, por isso pode ser interessante investir em criar diversos materiais que consigam mostrar tudo sobre a sua peça.

Para isso, será necessário ir além de só produzir fotos, mas também realizar vídeos, onde as pessoas podem conferir mais detalhes da sua peça e onde você pode mostrar melhor as principais características delas. Se você trabalha vendendo peças leves e com movimento, por exemplo, um bom vídeo pode ajudar a mostrar o potencial dela.

Por isso invista em criar vídeos com qualidade, que possuam uma boa resolução e possam mostrar bastante da sua peça. Além dos clientes, os algoritmos da maioria das redes sociais sempre oferecem um alcance maior quando é feito um conteúdo em vídeo, o que oferece um benefício duplo a você.

8. Utilize Stories

Os Stories do Instagram viraram uma febre desde do seu lançamento. Com a possibilidade de criar conteúdos mais curtos e que não ficam disponíveis para sempre, esse canal acabou tendo um ótimo engajamento com o passar dos anos.

Por isso, se você quer que a sua loja cresça e tenha boas vendas, pode ser bom começar a apostar mais nos Stories, e tentar sempre fazer pelo menos um por dia, onde você pode ir além de só mostrar o produto, mas também divulgar um pouco dos bastidores da sua loja, publicar avaliações positivas de clientes e engajar mais com o seu público.

9. Fale com a audiência

Uma das coisas que o seu público mais gosta é saber que existem pessoas reais por trás da sua marca, e que é possível interagir com elas. Isso toca no gatilho mental da humanização, onde o seu público se sente mais a vontade de engajar com você nas redes sociais quando vê a pessoa que tem por trás do negócio.

Dessa forma, pode ser interessante para o seu negócio que você apareça para falar mais com o seu público. Você pode fazer isso ao publicar vídeos curtos nos Stories, ou então fazendo uma live e conversando ao vivo com seus seguidores, respondendo as dúvidas e contando as novidades.

10. Use Prova Social

Muitas vezes o público fica um pouco desconfiado de realizar uma compra em um negócio novo, porque ainda não sabe se a empresa é confiável, se o produto realmente chegará em casa e se a peça tem qualidade.

Isso é um comportamento natural do ser humano, que geralmente não gosta muito de ser o primeiro a testar coisas novas. Então, para que o seu negócio consiga vender, é importante que você peça aos seus clientes que avaliem o seu negócio.

Isso pode ser feito enviando um comentário nas redes sociais, uma mensagem por WhatsApp ou pelas mensagens diretas do Instagram. Quando você tiver a avaliação, publique ela nas suas redes sociais, para que o público se sinta mais confiante em comprar de você.

11. Sticker Delivery no Stories

O recurso do Sticker do Delivery é basicamente uma figurinha adicionada nos Stories do Instagram, e que permite que seu público acesse a página do produto onde ele pode fazer uma compra. Essa funcionalidade surgiu na pandemia e foi muito utilizada por restaurantes, mas quem vende roupas também pode adaptá-la para o seu negócio.

Você pode publicar fotos dos seus produtos nos Stories, e utilizar a figurinha para colocar o link que vai direto no local onde o seu cliente pode efetuar a compra do produto, ou conferir mais detalhes sobre ele. Dessa forma você consegue facilitar que as vendas aconteçam.

12. Sacolinha do Instagram

Outra funcionalidade interessante de vendas no Instagram, é a Sacolinha que basicamente é a função do Shopping da plataforma. Com esse recurso ativado, você ganha mais uma aba no seu perfil, destinada a exibir o catálogo dos seus produtos.

Neste ambiente, os seus clientes conseguem conferir mais informações sobre o produto, como tecido, tamanhos disponíveis, entre outros atributos que você coloca, e por lá o lojista consegue configurar um botão que envia o visitante direto para a página em que ele pode comprar o produto.

Outra grande vantagem da funcionalidade, é que quando você publica uma foto no seu feed com o produto, você pode marcá-lo para que seu público possa conferir mais informações sobre ele e assim decidir comprá-lo

13. Faça Lives

Aparecer para conversar com o seu público é algo muito importante para você criar uma conexão maior com eles, estreitar os relacionamentos e assim conseguir fazer boas vendas. Para isso, é interessante utilizar o recursos de lives, disponíveis em quase todas as redes sociais, para conversar ao vivo com seus seguidores.

Você também pode utilizar esse canal para contar as novidades, ou fazer uma live commerce, que é quando o lojista realiza a venda de algumas peças ao vivo pela live. Você pode agendar uma com os seus seguidores para disponibilizar peças por um valor abaixo, ou para que eles possam adquirir os lançamentos.

14. Responda DM’s e comentários

Por fim, temos as mensagens diretas e os comentários, dois canais importantes que o seu público utiliza para conversar mais com você. Aqui é importante utilizar o melhor dos dois canais para assim criar um relacionamento duradouro com seus seguidores.

Toda vez que você tiver um novo comentário em uma publicação, ou receber uma mensagem, sempre tente respondê-las o mais rápido possível, e se mostrar disponível para responder dúvidas dos seus clientes, ou resolver possíveis problemas. Para ter sucesso nos dois canais, é importante sempre criar respostas simpáticas e educadas, que mostrem que você se importa com seus clientes.

Como ter lucro com venda de roupas?

Comparada com outros ramos, o setor da moda consegue oferecer bastante lucro para o empreendedor, principalmente quando se realiza a venda de peças femininas. Porém, quando iniciamos um negócio, é importante pensarmos no longo prazo, e como ter recursos que ajudem a fazer com que mais vendas sejam feitas no futuro.

Dessa forma, conforme as suas vendas vão crescendo e o seu número de clientes fica maior, pode ser interessante pensar em expandir o seu negócio, e não ficar mais dependente de plataformas de terceiros, como redes sociais e marketplaces, e começar a investir em ter a sua própria loja virtual.

Para que você consiga fazer isso com sucesso e deixe o seu negócio mais profissional, é importante que você conheça melhor sobre esse universo, e saiba como escolher uma boa plataforma que tenha todos os recursos de que você necessita.

E para ajudar você nessa decisão, temos um conteúdo completo que oferece dicas valiosas para que você consiga escolher a melhor plataforma de loja virtual e assim realizar mais vendas!