Uma das atividades mais importantes que você tem com a sua loja virtual é realizar a gestão do estoque, porém existem várias formas de fazer esse gerenciamento e armazenar os seus produtos.

Por isso neste artigo você conhecerá mais sobre os tipos de estoque que existem, assim como conferir dicas essenciais para escolher o melhor estoque para a sua loja virtual.

Quais tipos de estoque existem?

Existem diversos tipos de estoque no mercado que oferecem ao lojista opções para escolher e agregar ao negócio. A seguir separamos os principais modelos e como cada um deles funciona.

1. Estoque próprio

Também conhecido como estoque a pronta entrega, ele é um modelo que permite a oferta imediata de um produto no mercado, o que facilita e traz mais rapidez para as vendas realizadas diariamente.

O único desafio do lojista será o de conhecer a quantidade ideal de compra de cada produto. Um negócio iniciante, por exemplo, não sabe ainda qual é o volume de saídas de um produto, isso pode fazer com que ele realize um número de compras inadequado para sua operação.

Uma forma de contornar essa situação é conhecendo muito bem o comportamento do seu cliente ideal. Procurar em pesquisas do setor para saber o que o público mais compra pode ser uma boa prática para aplicar na sua estratégia.

2. Estoque consignado

Esse modelo de estoque permite que seja feita uma parceria entre o lojista e o fornecedor, onde os produtos que o lojista não vendeu sejam devolvidos para o fornecedor, fazendo com que o empreendedor só precise pagar pelas mercadorias que vendeu.

A nossa dica aqui é que você sempre faça um contrato para formalizar essa parceria de modo que você não tenha muitos problemas no futuro, além de realizar um controle maior de tudo aquilo que entra e sai, para não perder ou estragar alguma mercadoria no processo.

3. Estoque compartilhado

Muitas vezes, quem tem loja física e virtual costuma utilizar dois estoques diferentes para cada uma, porém o negócio pode se beneficiar muito ao adotar o modelo de estoque compartilhado, onde todas as mercadorias ficam em um lugar só.

Isso ajuda o lojista a economizar os custos de estoque enquanto otimiza os processos de gestão com uma operação mais centralizada.

Porém, nesse modelo o lojista precisa tomar cuidado com a organização, saber categorizar corretamente os produtos da loja física e virtual além de possuir um controle efetivo de entradas e saídas pode ajudar a realizar uma gestão mais assertiva.

4. Estoque terceirizado

Esse é um dos tipos de estoque que funciona sob demanda, onde a loja só faz pedidos ao fornecedor quando uma venda é concluída. Geralmente quem utiliza esse modelo não possui uma logística para realizar a entrega dos pedidos, sendo que quem geralmente faz isso é o próprio fornecedor.

A principal vantagem desse tipo de estoque é o fato de que o lojista não precisa investir em logística e na instalação do mesmo, o que também permite que ele possa oferecer uma quantidade maior de produtos no seu catálogo, já que ele não precisa ter o espaço para manter a mercadoria.

5. Estoque descentralizado

De todos da lista, este é um dos únicos tipos de estoque que permite que o lojista armazene a sua mercadoria em mais de um estoque, possibilitando que ele tenha instalações em diversas regiões diferentes.

Esse modelo é muito utilizado por empresas maiores para oferecer um frete com um preço mais atrativo, onde elas investem em estoques em várias regiões do país ou do mundo, para que assim quando o cliente realizar uma compra, o cálculo e prazo do frete seja calculado a partir do endereço do estoque mais próximo a ele.

Mas para adotar esse modelo é importante ter estoque somente nas regiões onde o seu número de clientes é maior, para que assim a loja consiga oferecer essa vantagem no frete.

6. Estoque Cross Docking

Esse é um dos tipos de estoque que também permite que o lojista não precise ter um estoque físico das mercadorias, pois ele funciona de uma forma diferente. Nesse modelo, quando um cliente realiza uma compra ela é enviada até um centro de distribuição e depois chega na casa do cliente.

No Cross Docking a responsabilidade do envio das mercadorias é totalmente da empresa distribuidora, e a vantagem de ter esse modelo é o fato de que uma distribuidora tem uma logística mais robusta, que permite que os envios sejam mais rápidos e eficazes.

7. Estoque em trânsito

Esse tipo de estoque torna possível controlar com eficácia as mercadorias que estão em trânsito, fazendo o caminho até o cliente, sendo um modelo muito eficiente de controle para saber quanto tempo as suas mercadorias passam só nos meios de transporte. 

Para quem trabalha vendendo produtos perecíveis ter essa informação é crucial para otimizar a entrega de forma que o produto não chegue estragado ao consumidor.

8. Estoque de antecipação

Por último temos esse modelo de estoque que é utilizado pelos lojistas que estão se preparando para um período grande de vendas. Nesse modelo, também conhecido como estoque sazonal, as empresas realizam mais compras de determinados produtos para mantê-los em estoque.

A partir do histórico de pedidos a empresa consegue se preparar e se antecipar para essas vendas comprando esses produtos antes do seu fornecedor. Dessa forma elas garantem que aquele produto estará disponível e quem sabe consiga até um desconto no momento da compra.

Como escolher o melhor tipo de estoque para loja virtual?

Para fazer essa escolha o lojista deve olhar além das características que cada um dos tipos de estoque possui, e analisar os principais fatores que todos eles têm, porém que possuem qualidades diferentes.

A seguir citamos alguns fatores principais que vão ajudar você a escolher os melhores tipos de estoque para que a sua loja virtual tenha uma boa estrutura na hora de armazenar e realizar o envio dos seus produtos.

Nível de segurança do estoque

O seu estoque é algo muito valioso porque ali fica guardado tudo que é responsável por fazer o seu negócio crescer. Por isso, um dos principais fatores a se analisar no momento de escolher o seu estoque é o nível de segurança dele. 

É necessário checar se ele tem sistemas contra incêndio e danos naturais, além de verificar se ele possui um sistema de segurança com alarmes e câmeras, e recursos que identifiquem movimentações fora do normal dentro do estoque.

Instalação necessária para o seu produto

É importante que o seu estoque tenha suporte para todos os tipos de produtos que você vende. Por exemplo, se a sua mercadoria é algo mais pesado, o estoque precisa ter prateleiras fortes para sustentá-lo.

Ou se o seu produto é perecível o estoque precisa ter sistemas de refrigeração potentes para evitar que a mercadoria se estrague. A instalação é um ponto muito importante de se prestar atenção na hora de escolher o melhor modelo para o seu negócio.

Se atente a localização

A localização que o seu estoque ficará é um dos fatores mais importantes de serem analisados, pois isso afeta toda a cadeia de distribuição de mercadoria que a sua loja virtual trabalha.

Um estoque muito longe dos seus clientes pode acabar sendo algo que faça o seu negócio perder espaço no mercado, pois dessa forma você acabará oferecendo um frete e prazo muito altos, fazendo com que o seu cliente não veja vantagem em comprar de você.

Como controlar cada tipo de estoque?

Realizar o gerenciamento do estoque da sua loja virtual é algo que será diferente para cada modelo que existe, pois cada um tem as suas próprias particularidades que definem se o controle precisa ser muito rígido ou mais tranquilo.

Porém, independente dos tipos de estoque que você escolher, tem sempre algumas atividades interessantes de ter na gestão de cada um deles. Confira mais sobre elas abaixo.

Desenvolva um fluxo de entrada e saída

Descreva o que deve ser feito toda vez que um produto entra ou sai do seu estoque. Isso pode ser, por exemplo, registrar no sistema essa movimentação ou fazer a contagem de quantas mercadorias ficaram no estoque. Cada lojista saberá o que precisa ser colocado no fluxograma.

Determine o volume de cada produto

Geralmente as lojas não compram a mesma quantidade de todos os tipos de produtos que ela comercializa, simplesmente porque cada um tem seu próprio número de saídas da loja. Dessa forma, durante a gestão do seu estoque é interessante definir a quantidade mínima e máxima que cada tipo de mercadoria deve ter no seu estoque, para assim evitar compras em excesso do seu fornecedor.

Estipule datas para realizar as compras

Outra atividade importante para gerenciar os diferentes tipos de estoque é ver com seus fornecedores a possibilidade de deixar suas próximas compras programadas, dessa forma você nunca esquece de repor as mercadorias. Também é interessante que o seu fornecedor permite prolongar os prazos para pagamento dos produtos, para que você possa criar estratégias melhores e vender mais.

Quais são os recursos necessários para controle de estoque?

Para controlar o seu estoque é sempre bom utilizar um sistema que se integre facilmente a plataforma da sua loja virtual e permita o acesso a funcionalidades importantes como enviar um email para um cliente quando o produto de interesse voltar ao estoque ou criar kits de produtos para facilitar o giro de estoque.

A boa notícia é que você encontra essas funcionalidades e muitas outras na plataforma da Simplo 7, onde você pode criar a sua loja virtual em segundos, e desfrutar de diversos recursos e tipos de estoque que ajudam a sua loja ficar cada vez mais completa!