Criar uma loja virtual de acessórios femininos pode ser um ótimo movimento de empreendedorismo nos dias atuais. O setor de moda, em que os acessórios se encaixam, é o sexto maior em vendas no Brasil, o que diz muito sobre investir nessa área. Com uma gestão profissional, boas estratégias e fidelização, é possível ter grandes resultados.

Nem sempre, no entanto, pessoas empreendedoras de primeira viagem sabem por onde começar. Afinal, estruturar um novo negócio na internet não é tão fácil quanto pode parecer, o que separa boas ideias de empresas concretas. Mas isso não pode impedir você de investir no seu sonho de empreender e ter sua própria marca.

Neste post mostraremos como criar sua loja virtual de acessórios femininos em 10 passos. Acompanhe!

Vale a pena criar uma loja virtual de acessórios femininos?

Na internet, um ponto de atenção com novos empreendedores é a concorrência. Por mais que sua ideia seja muito boa, há muitas outras empresas do setor escolhido que já estão fazendo um bom trabalho. Isso significa apenas uma coisa: você precisará se esforçar, profissionalizar a gestão e, acima de tudo, ter originalidade na sua oferta.

Vale a pena criar uma loja virtual de acessórios femininos, ainda que a concorrência seja alta. Nesse cenário, a melhor maneira de se destacar é encontrar seu nicho e, depois disso, criar uma estratégia de relacionamento sólida com o público. Isso fará com que essas pessoas valorizem mais a sua marca e criem um vínculo de proximidade muito positivo.

O que vender em uma loja de acessórios?

Acessórios compõem uma categoria bastante vasta, o que só traz vantagens para as lojas. Portanto, há duas formas de pensar seu negócio: amplo, ou seja, vendendo todo tipo de acessório feminino que se pode imaginar, ou mais nichado, com foco em apenas um tipo de acessório.

Por exemplo, você pode ter uma loja virtual que venda apenas semijoias, ou focar sua atuação em óculos escuros. 

As bolsas também são consideradas acessórios, então esse pode ser o produto da sua marca, nos mais variados estilos, formatos e materiais de fabricação. Tudo depende, na verdade, de como você posiciona sua marca no mercado e faz com que as pessoas a vejam.

De uma forma geral, os principais acessórios femininos que você pode vender, em lojas de um determinado nicho, assim, focando em apenas um deles, ou com abordagens mais gerais, são:

  • brincos;
  • colares;
  • anéis;
  • pulseiras;
  • tornozeleiras;
  • relógios;
  • óculos escuros;
  • chapéus;
  • bolsas;
  • lenços;
  • acessórios para cabelo;
  • cintos;
  • cachecóis.

Onde comprar acessórios para vender online?

Para estabilizar e manter sua loja virtual de acessórios femininos é necessário manter seu estoque devidamente abastecido, ou seja, assim seu negócio tem o que vender. Portanto, parte das tarefas essenciais de vender algo online é encontrar bons fornecedores, seja dos produtos já prontos, seja da matéria-prima necessária para produzi-los.

Se você quer apenas atuar revendendo, então precisa encontrar fornecedores que possibilitem esse abastecimento no tempo certo, pelo preço que você pode pagar. Nesses casos, é possível fechar parcerias de fornecimento com condições especiais, o que vai favorecer seu negócio nos âmbitos financeiro e logístico.

Nesse tipo de fornecimento, você pode escolher duas modalidades: a direta, em que os produtos chegarão ao seu estoque e você vai fazer a logística normalmente, ou no dropshipping. Nesse segundo formato, você vende para o consumidor, mas não cuida da logística. O próprio fornecedor é quem faz o envio diretamente para seus compradores.

Agora, se seu trabalho é feito a partir do zero, é importante ir em busca de fornecedores de matéria-prima. Certamente você já conhece alguns, o que pode facilitar o trabalho. Nesses casos, tente fechar parcerias de longo prazo para que nunca falte material de trabalho para produzir suas peças.

O que uma loja virtual de acessórios precisa ter?

O sucesso de uma loja virtual de acessórios passa muito pela sua capacidade de entregar como oferta ao consumidor algumas bases essenciais. Qualquer coisa fora disso pode colocar o nome da sua marca em risco, já que ela terá baixa capacidade de ser comercialmente interessante. Para evitar isso, confira as dicas que listamos abaixo.

Variedade de itens

À primeira vista para o público, as melhores lojas virtuais são aquelas que têm uma ampla oferta de produtos. Isso gera um impacto muito positivo quando alguém acessa uma loja virtual e, sem dúvidas, é a impressão que você deseja causar no seu consumidor. Portanto, considere essa questão na hora de pensar na sua loja virtual.

O recomendado é fazer um planejamento de produto antes de começar a investir no seu negócio. Assim, fica mais fácil definir o que sua audiência provavelmente gostaria de ver na seleção de produtos, o que encaminha a decisão pelo que vender. Em seguida, garanta que seu fornecedor será capaz de conseguir esses produtos para você.

Variedade de categorias

As categorias precisam ser pensadas da mesma forma, já que isso mostrará ao consumidor que sua loja virtual é capaz de proporcionar uma experiência de escolha de compra muito completa. Por exemplo, se você tem uma loja virtual de acessórios em semijoias, o ideal é explorar categorias como brincos, colares, pulseiras, entre outros.

Portanto, sempre que pensar em produtos, vá a fundo e explore as categorias, que também podem ser os estilos, os materiais de fabricação, o tipo de uso, entre outros pontos.

Menu e categorias organizadas

O seu site precisa facilitar a navegação para as pessoas que chegam no site e desejam explorar toda essa variedade de produtos à disposição. Então, por mais que sua loja seja capaz de proporcionar uma ampla oferta, de nada adiantará se não dá para encontrar esses produtos com certa facilidade dentro da sua loja virtual.

Organize os menus por categorias, de preferência em local de destaque dentro do site. Logo abaixo do banner de publicidade é uma ótima localização. Ali, você distribui as categorias e subcategorias de modo que possam ser acessadas em alguns poucos cliques. Essa organização evitará que compras sejam perdidas por conta de um ambiente pouco intuitivo.

Boa descrição de produtos

Seus consumidores, por mais engajados que estejam na hora de comprar, podem acabar desistindo se houver alguma dúvida referente a algum dos itens do site. As pessoas podem querer saber mais sobre materiais de fabricação, peso, detalhes de uso, conceito por trás do produto entre outras questões.

Tudo isso pode ser facilmente detalhado em uma descrição de produto, parte essencial de toda página de itens que você venderá em seu site. Nesse espaço, você deve detalhar informações técnicas, detalhes de uso, o conceito do produto, sugestões de aplicação no visual, entre outros dados. Tudo que puder ajudar o consumidor a comprar será bem-vindo.

Fotos em modelos e de boa qualidade

Os acessórios vendidos no seu site precisam ser apresentados de modo que gerem interesse nas pessoas consumidoras. Isso nada mais é do que propaganda, ou seja, ações para valorizar seu produto e despertar nas pessoas o desejo de compra. Para isso, as fotos são peça-chave para captar atenção e ajudar a converter mais.

Quando falamos de acessórios femininos, há duas formas de explorar isso da maneira certa. Primeiramente, faça as fotos do produto, de preferência em cenários bem iluminados em que possam ser destacados os detalhes dos itens. Além disso, faça também fotos em ensaios, com modelos fazendo uso desses acessórios.

Como montar uma loja virtual de acessórios femininos?

Iniciar seu negócio precisa ser um trabalho feito em etapas. Mais do que isso, é fundamental seguir uma jornada operacional importante para dar vida a uma loja virtual de qualidade. A seguir, listamos os 10 passos para criar sua loja virtual para acessórios femininos.

1. Organize a logística e as formas de envio

Comece pela logística do negócio. Será de grande importância garantir que toda compra realizada na sua loja virtual seja entregue no tempo certo para seu cliente. Do contrário, as pessoas podem se mostrar insatisfeitas com atrasos, fretes caros e uma falta de organização por parte da empresa que afete diretamente a experiência.

Portanto, comece buscando outras formas de envio além dos Correios. Quanto mais provedores logísticos você tiver, melhor. Assim, você evita preços altos e tempo de entrega muito longo, o que pode levar ao abandono de carrinho. Garanta também uma operação que permita enviar o produto, no máximo, um dia útil após a compra ser feita.

2. Tenha variedade de formas de pagamentos

Outra questão importante para evitar a desistência na hora do checkout é a forma de pagamento oferecida ao consumidor. Quando compram online, as pessoas buscam conveniência, ou seja, acessar o que querem, fechar uma compra e receber em casa. Nesse pacote, sem dúvidas, a forma de pagamento desejada é também um fator.

Portanto, aqui, o melhor a se fazer é disponibilizar uma oferta ampla de formas de pagamento. Isso inclui cartão de crédito, boleto, transferência bancária, pix e ainda o pagamento por meio de plataformas como PayPal, Mercado Pago, entre outras. Quanto mais você facilitar a vida do seu cliente, melhor.

3. Adquira um bom sistema antifraude

Segurança é também uma prioridade quando falamos de compras na internet, e isso precisa ser uma prioridade na hora de vender acessórios femininos online. Afinal, quem compra na internet quer ter a garantia de que nenhum dos seus dados serão vazados, além da segurança de manter a conexão com um site que é realmente confiável.

Pela parte da empresa, as boas práticas a nível de segurança devem começar com um bom sistema antifraude. Esse serviço vai garantir que toda a troca de informações necessária dentro de uma experiência de compra se mantenha sigilosa e sob proteção. Assim, você garante que não haja operações fraudulentas na sua loja online.

4. Organize bem os produtos

Sabe quando você vai ao supermercado e não encontra o que busca nos setores certos e nas prateleiras onde deveriam estar? Isso é bastante frustrante e não acontece somente em comércios físicos. Essa dificuldade na experiência de compra também pode se estender às lojas virtuais se não houver organização na disposição dos produtos no site.

Para isso, use os menus e as categorias a favor da navegação de quem acessa a página. Tudo que as pessoas consumidoras desejam é acessar o site, encontrar o produto rapidamente e fechar a compra. 

Ainda que alguns consumidores queiram só navegar pelos produtos para ver o que sua loja oferece, encontrar um site devidamente organizado é fundamental.

5. Faça a integração com ferramentas de marketing

Um site que vende mais é projetado com base em informações estratégicas. Além disso, seu negócio vai precisar trabalhar em ações de marketing para atrair mais pessoas, levar anúncios a consumidores e gerar maior engajamento e conversão. 

Tudo isso é possível com as ferramentas de marketing, que devem estar integradas à sua plataforma de loja virtual.

Portanto, na hora de escolher uma infraestrutura para hospedar e gerenciar seu site, certifique-se de que é possível integrar essa plataforma com o maior número de ferramentas possíveis. 

Assim, você poderá executar ações de marketing e monitorar resultados de tudo que acontece no seu site, como visitas, cliques em páginas de produtos, cliques em banners, entre outras conversões. 

6. Configure a aparência da loja virtual

A aparência da loja virtual é uma questão prioritária para que ela se torne mais atrativa para quem acessa seu site. Esse é um fator que conta muito para oferecer a experiência completa, desde a facilidade de navegação até a possibilidade de estar em um ambiente online que seja agradável também do ponto de vista estético.

Tem alguma dúvida do quanto isso é importante? Então acesse a loja virtual da marca de acessórios femininos que é referência para você. certamente, o que encontrará é um ambiente moderno, sofisticado e que permita uma navegação de destaque. Isso também precisa ser prioridade para que seu negócio consiga se destacar em meio a concorrentes.

7. Tenha um bom sistema de gestão ERP

Gerenciar um negócio pode ser mais simples nos dias de hoje, muito por conta das ferramentas que temos à disposição, como os sistemas ERP. Essas plataformas permitem que cada setor da empresa seja devidamente monitorado dentro dos padrões que se espera. Ou seja, você pode controlar tudo dentro de apenas um ambiente digital.

Essa gestão ampla é possibilitada pela estruturação em módulos do ERP. Assim, no mesmo sistema, você acessa a parte financeira, de logística, de vendas, de marketing e o que mais precisar. A grande vantagem é que as informações ficam todas integradas, ou seja, é fácil acessar dados relevantes ao negócio a partir de qualquer módulo que esteja usando.

8. Integre com um sistema de recuperação de venda

A recuperação de venda é uma atividade fundamental de resposta ao abandono de carrinhos. Os primeiros passos para evitar esse abandono é trabalhar em uma experiência de qualidade, o que inclui frete e formas de pagamento, como já citamos. Depois disso, é importante automatizar a recuperação de vendas com ajuda de um software.

Essas ferramentas possibilitam monitorar as pessoas que desistiram de fazer uma compra, captar seus dados e, a partir disso, disparar e-mails para que elas retornem ao site. Nesse contato, são oferecidos os próprios produtos e até mesmo outras ofertas similares. 

Assim, você consegue ter uma segunda chance de vender para quem já demonstrou interesse em seus produtos.

9. Organize o atendimento e operação

Atender bem é um dos pilares de um negócio que consegue transformar consumidores ou pessoas interessadas no seu produto em clientes recorrentes. Portanto, é importante garantir que todo consumidor seja devidamente atendido, o que começa com a oferta de diversos canais de contato para facilitar essa troca.

Ao mesmo tempo, uma boa operação faz todo sentido para que você consiga atender no momento certo, oferecer boas respostas, solucionar problemas e continuar vendendo. Tudo isso precisa acontecer sem que o seu negócio pare, mesmo que você seja a única pessoa que cuida dele. Por isso, organizar a operação da empresa é fundamental.

10. Contrate uma plataforma de loja virtual com integração

Por fim, todo esse trabalho de qualidade só será alcançado se você tiver uma plataforma de loja virtual capaz de se integrar amplamente com cada solução de gestão e operação. Boas plataformas permitem que você trabalhe com o máximo de integrações possíveis, assim, tendo todos os recursos que precisa para gerir e operar.

Portanto, durante sua busca pela plataforma certa, não deixe de avaliar a possibilidade de integração que esse sistema oferece. Isso vai facilitar muito sua vida e vai criar um ambiente de trabalho completo.

Montar e operar uma loja virtual de acessórios femininos pode ser menos complicado do que você pensa. No entanto, isso depende dos serviços certos e de tecnologia qualificada.

Por isso, conte com a Simplo7 para ser sua plataforma de loja virtual! Entre em contato conosco e conheça todos os recursos, integrações e preços.