O segmento de e-commerce tem aberto muitas oportunidades para os empresários e as pessoas têm sentido mais segurança para fazer compras online. Tais fatores tornam este tipo de investimento irresistível, mas muitos lojistas ainda se perguntam como vender mais no e-commerce.

Assim como ocorre com o varejo físico, a competitividade entre comércios virtuais é altamente acirrada, não deixando muitas alternativas para os investidores, exceto dedicar-se em estudar e desenvolver medidas eficientes e originais para melhorar seus resultados.

Ter sucesso nessa modalidade de mercado requer a adoção de alguns procedimentos importantes. Confira neste artigo os principais motivos que podem estar afetando a performance de seu e-commerce, e também, 17 dicas infalíveis de como vender mais!

Porque o seu e-commerce não vende?

Ao iniciar um negócio na internet, realmente, é normal que leve algum tempo até que suas estratégias de marketing e vendas comecem a apresentar os primeiros resultados. Afinal, ganhar confiança e credibilidade dos consumidores, envolve os processos e os resultados que sua loja virtual vai adquirindo através das vendas que surgem. 

Porém, existem alguns e-commerces cujos resultados seguem abaixo do esperado pelo lojista, mesmo passado já algum tempo de operação. Ou então, as vendas até estão acontecendo, porém de uma forma não satisfatória para a manutenção do negócio. 

Vender na internet não se trata de sorte, nem mesmo de azar. Existem técnicas e estratégias de vendas que afetam diretamente o rendimento de uma loja virtual. 

A seguir vamos apresentar alguns fatores que influenciam o volume de vendas de um e-commerce: 

Preço/ Ticket Médio entre R$ 100 e R$ 200 reais

Trabalhar com produtos muito baratos na internet não é uma boa tática. Isso porque, em muitos casos, o valor do frete pode acabar não compensando a compra e, para o lojista, este tipo de venda às vezes não vale os custos operacionais. 

Por outro lado, comercializar produtos muito caros também pode ser uma estratégia ruim, já que alguns consumidores sentem receio em investir altas quantias em compras online e, também, os prejuízos em casos de perda ou extravio da mercadoria serão maiores para o empreendedor. 

O ticket médio ideal para suas vendas ficará entre R$ 100 e R$ 200 reais. Esses valores compensam quase sempre o valor de frete e, além disso, são considerados preços compatíveis com a confiança dos usuários, mesmo em lojas virtuais iniciantes. 

Peso de até 5 Kg, volume cúbico de 0.3m³

Em relação ao volume e peso de suas mercadorias também existem alguns dados que devem ser levados em consideração. Produtos muito pequenos, correm maior risco de perda, roubo ou extravio durante o processo logístico. Em contrapartida, itens demasiado pesados ou volumosos apresentam um processo logístico muito mais caro e trabalhoso. 

Procure optar, em média, por produtos cujo peso não ultrapasse os 5 kg e o volume cúbico (comprimento X altura X largura) fique na casa dos 0.3 m³. 

Concorrência/Competitividade

Provavelmente, você já sabe disso, mas nunca é demais lembrar que a concorrência no ambiente virtual é altíssima, em quase todos os segmentos. Portanto, ao pensar em como vender mais no e-commerce, deve-se pensar também sobre o diferencial de sua marca perante essa concorrência. 

É necessário que seu negócio seja competitivo e isso não inclui apenas o preço de seus produtos. É preciso ter diferencial no site, no atendimento, serviço, entrega e tudo o mais que abrange a operação de seu e-commerce. 

Para traçar esse diferencial, sua empresa deverá apostar em uma boa construção de marca, análise de mercado e conhecer bem o público-alvo que deseja atingir. Muitos acham que é efetivo abrir um e-commerce abrangente, que trabalhe com diversos nichos simultaneamente, mas isso é um erro. Definir bem seu nicho de mercado, possibilita que sua marca saiba exatamente com quem quer falar e isso, certamente, ajudará a desenvolver o diferencial que sua empresa vai apresentar aos consumidores. 

Frequência de Compra

Outro fator importante também é que você trabalhe com produtos com uma boa frequência de compra. Isso significa vender produtos dos quais os clientes precisarão de reposição mais rapidamente. 

Trabalhar com itens que necessitam de recompra ajuda bastante na fidelização dos clientes e na frequência das vendas. Aqui, claro, vai depender do nicho de mercado escolhido, mas é importante optar por vender produtos dos quais os consumidores precisarão continuar comprando. Desta forma, as chances de eles comprarem sempre de você são grandes e isso também ajuda sua loja a vender mais.  

Reposição de Estoque Rápida ou Estoque Infinito

Sua empresa também tem como vender mais no e-commerce quando opta por trabalhar com produtos de rápida reposição, ou com o conceito de estoque infinito. 

Neste sentido, existem alguns pontos a serem observados para gerenciar bem seu estoque e o primeiro deles é identificar qual ou quais de seus produtos têm mais saída. Uma boa forma de fazer isso, é entender o que é um produto estrela e descobrir o seu. 

Uma vez que você já sabe quais são os produtos que mais vendem em sua loja, já sabe também que eles não podem nunca faltar em seu estoque. Por isso, escolha produtos cuja reposição possa acontecer de maneira rápida. Isso, é claro, implica em escolher bem seus fornecedores parceiros.

Caso você tenha uma loja física e esteja utilizando o e-commerce como complemento, ou como forma de integração da modalidade, o Estoque Infinito pode ajudar a gerir melhor seus itens, entre aqueles que têm mais ou menos saída. Trabalhando com um Estoque Infinito, você não precisa ter todos os produtos disponíveis em sua loja física. Pode apresentar apenas alguns modelos como mostruário, e efetuar a venda pela loja virtual, organizando a entrega do produto na casa do cliente, posteriormente. 

Isso, além de ajudar no gerenciamento do estoque, também pode reduzir os investimentos nessa área, como operar através da modalidade dropshipping, por exemplo. 

Markup de no mínimo 2 a 2,5

Em termos gerais, o Markup de um produto é o cálculo efetuado para chegar ao preço final de um produto, levando em consideração seus custos de produção ou aquisição, e a margem de lucro desejada pelo lojista. Por exemplo, caso você compre um produto por R$ 100 e venda a R$ 200, terá, neste caso, um Markup de 2.

Existem diversas fórmulas para se calcular o Markup de seus produtos, mas o ideal, é que o resultado dessa conta esteja sempre entre 2 e 2,5 para que haja lucratividade em suas vendas. Abaixo dessa marca, fica difícil manter os custos operacionais e, ainda assim, ter rendimentos o suficiente para expandir o negócio. 

Como vender mais no e-commerce?

Bem, agora que já entendemos os fatores que influenciam diretamente a performance de seu negócio, vamos então às principais dicas de como vender mais no e-commerce e alavancar de vez a sua marca na internet:

1. Mostre-se um negócio sério e confiável

Obter a confiança do cliente e mostrar que sua loja é idônea e que cumpre as suas negociações, são obrigações indiscutíveis para um e-commerce, já que não existe interação pessoal/presencial entre as partes e a mercadoria a ser comprada.

Portanto, torne acessíveis todas as informações básicas da sua loja virtual, como canais de contato e endereço da loja física ou da sede (caso tenha). Da mesma forma, seja bastante claro quanto às políticas de devolução e troca e aos prazos de envio e entrega.

Reforce que sua página zela pela segurança dos dados do cliente e que a privacidade das informações cadastrais será rigorosamente preservada.

2. Gere uma primeira boa impressão com o seu site

Uma página principal (home) poluída ou com um layout nada atrativo, diminui o tempo que o usuário permanece em sua loja virtual. O mesmo ocorre quando o site atrapalha a busca ou a confirmação do pedido.

Disponibilize uma navegabilidade mais dinâmica e preze por uma aparência acolhedora em sua loja. Tome cuidado também para que as imagens e as descrições dos itens estejam apropriadas. Assim, o cliente terá uma boa experiência ao procurar seus produtos no campo de busca.

3. Considere a sazonalidade do negócio

Muitos lojistas — principalmente os iniciantes — perdem vendas sensacionais em datas especiais como a Black Friday ou o Natal, porque não se preparam como deveriam. 

Para tornar essas datas um sucesso, você deve elaborar uma espécie de calendário editorial com as principais épocas do ano para a sua loja.

Assim, você se sentirá mais seguro e preparado para elaborar estratégias de venda mais eficazes para o seu público. O segredo é planejar-se para saber como vender mais e, consequentemente, aumentar o faturamento.

4. Facilite a conclusão da compra

Preze pela flexibilidade para que seu cliente conclua a compra, oferecendo também quantas formas de pagamento possíveis, como cartão de crédito de diferentes bandeiras, transferência bancária ou boletos

Torne o processo de cadastro e de cálculo de frete práticos e ágeis em sua loja. Uma excelente solução para isso é disponibilizar um botão “compre com um clique”, que descomplica ainda mais a operação de compra para clientes já inscritos no site.

5. Tenha um blog

Além das informações citadas acima, garantir um conteúdo de qualidade tem se mostrado uma das melhores táticas para captar clientes no meio virtual. Porém, antes de criar qualquer tipo de material, faça o levantamento das principais dores e dúvidas do seu público, garantindo que sua loja possa ser, de fato, indispensável para ele.

Se você tem um e-commerce de celulares, por exemplo, crie conteúdos em forma de vídeo e texto falando sobre as novidades do segmento. Também é válido fornecer dicas de como conservar e aumentar o desempenho dos aparelhos. Isso certamente aproximará as pessoas da sua loja, pois perceberão que você se importa com elas.

6. Use o Chat online

Na loja virtual não existe a interação física entre vendedor e cliente, e isso pode acabar afastando alguns tipos de consumidores que prezam ou necessitam deste tipo de contato. 

Uma boa alternativa para essa situação é implementar um chat online em seu site. Desta forma, caso o consumidor venha a ter alguma dúvida ou problema relacionado ao produto, ou ao procedimento de compra, já tem à disposição uma opção de atendimento personalizado na própria tela, a um clique de distância. 

7. Faça Campanhas personalizadas

Assim como a questão das datas comemorativas, é importante estar atento também às diversas outras peculiaridades que podem estar vinculadas ao seu negócio, para criar campanhas personalizadas de acordo com as necessidades de cada momento. 

Caso sua loja trabalhe com cosméticos, uma boa alternativa é desenvolver campanhas diferentes relacionadas às estações do ano, apresentando cada tendência, por exemplo. Ações assim, personalizadas de acordo com cada subnicho de seu negócio, tornam sua marca mais próxima do cliente e atraem a atenção dele.

8. Desenvolva um Programa de fidelização

Fidelizar um cliente também é fundamental ao pensar em como vender mais no e-commerce. Além de trabalhar a própria questão da recompra em si, desenvolver um programa de fidelização ajuda o cliente a simpatizar com a sua marca e cria um bom vínculo, que pode torná-lo um promotor de sua loja virtual a outras pessoas. 

9. Use o E-mail marketing a seu favor

O e-mail marketing ainda é um ótimo canal de comunicação com os clientes. Utilizá-lo para encaminhar ofertas, atualização de catálogo ou, até mesmo, para parabenizar os clientes em aniversários ajuda bastante a estreitar o relacionamento com os consumidores. 

Por mais que ele não compre imediatamente quando receber os e-mails, sua marca estará se fazendo presente na memória deste cliente e, quando ele precisar de um produto que você vende, já poderá relacionar essa necessidade diretamente com sua loja virtual. 

10. Aplique Cross selling

O conceito de cross selling refere-se a uma ‘venda cruzada’, onde a loja oferece ao cliente uma alternativa complementar à compra que ele efetuou. 

Por exemplo, caso você tenha uma loja virtual de roupas e um cliente efetue a compra de uma camiseta, uma boa aplicação de cross selling seria oferecer um bermuda, uma calça ou um cinto, que estejam relacionados à camiseta comprada. 

Desta forma, além de aumentar seu ticket médio, também estará agregando valor à experiência de compra daquele cliente. 

11. Aplique Up selling

Já o up selling trata-se de uma espécie de upgrade da compra efetuada. Ou seja, é quando é sugerida ao cliente, por um valor um pouco maior, uma melhoria do produto comprado. 

Um bom exemplo de up selling é utilizado em restaurantes fast food, quando, ao comprarmos determinado combo de refeição, nos é oferecida a opção de adicionar mais alguma porção ou aumentar a quantidade de bebida, por um pequeno valor a mais. 

Claro, tanto esta tática, quanto o cross selling, devem sempre ser coerentes ao seu segmento e público-alvo, para serem efetivos. 

12. Faça ações para Recuperação de carrinho

O abandono de carrinho, infelizmente, é uma frequente para os e-commerces. 

Muitos clientes acabam desistindo da compra por conta do valor de frete, por falta de uma opção de pagamento adequada, por conta do prazo de entrega, entre outros. De qualquer forma, seja qual for o motivo, ele não fica claro ao lojista e isso dificulta muito o processo de recuperação da venda.
Uma tática aqui é trabalhar em conjunto com o e-mail marketing, a fim de descobrir qual foi a causa do abandono e aplicar ações para encorajar o cliente a finalizar a compra. 

13. Tenha sempre produto em estoque

Conforme mencionado anteriormente, a falta de produtos em estoque pode ser fatal para o e-commerce. Ainda mais quando se trata de produtos com mais saída. 

Portanto, mantenha sempre seu estoque atualizado e suprido, para não frustrar o cliente e perder vendas. 

14. Não esqueça de colocar Aviso de produto disponível

Pois bem, ainda falando sobre estoque, supondo que determinado produto fique em falta, é imprescindível que sua loja virtual disponha a opção de aviso de produto disponível para o cliente preencher. 

Esta opção visa informar ao cliente quando o produto voltar a ficar disponível, mas mais do que isso, para o lojista é uma ótima maneira de conseguir um lead e mensurar a performance do e-commerce. 

15. Garanta a sua presença nas Redes sociais

As redes sociais já fazem parte da rotina de quase todas as pessoas e, muitas delas, inclusive, já as utilizam como forma de pesquisa e compra de produtos ou serviços que precisam. Por isso, sua loja não deve deixar de fazer parte deste contexto.

Pesquise as redes sociais mais utilizadas por seu público-alvo e garanta a presença de sua marca com conteúdos relevantes e de valor. 

16. Use Técnicas de persuasão

Vendas são sempre vendas, em qualquer modalidade. Sendo assim, aplicar técnicas de persuasão em seu negócio, é mandatório para aumentar os resultados. 

Para isso, faça uso das técnicas de marketing digital, estude seu público-alvo e trabalhe com os gatilhos relacionados a ele. Atraindo a atenção dos consumidores para sua marca, fica mais fácil aplicar as técnicas de persuasão mais adequadas a cada canal de comunicação. 

17. Faça parceria com Influenciadores digitais

Ainda sobre as redes sociais, uma ótima dica para aumentar as vendas de seu e-commerce é firmar parcerias com influenciadores digitais

Conforme mencionamos antes, muitos consumidores utilizam as redes para pesquisar e comprar produtos e, também, acabam confiando na opinião dos influenciadores aos quais mais se identificam. 

Por isso, utilizar dessas figuras de autoridade para divulgação pode transmitir mais confiança acerca de sua marca para o público-alvo. 

Estas foram as 17 técnicas fundamentais de como vender mais no e-commerce. Esperamos que nossas dicas e conteúdos ajudem sua loja virtual a ter cada vez melhores resultados

Caso queira saber mais sobre o comportamento dos consumidores online, clique aqui!

Conte sempre conosco para melhorar a performance de suas vendas online!