Realmente, uma entrega ineficaz pode diminuir o desejo de compra do cliente digital. Se o custo é elevado ou a empresa não oferece opções atrativas, um possível comprador pode desistir dos produtos e buscar outro site para fechar negócio. Por isso, é indispensável disponibilizar diversos tipos de frete.

É possível evitar esse tipo de problema com uma simples pesquisa do meio de transporte a ser utilizado. Afinal, se o usuário acessou sua loja virtual, significa que já participou de grande parte da estratégia digital e você não pode perdê-lo depois de todo o esforço, não é verdade?

Pensando nisso, listamos, neste texto, os principais tipos de frete que não podem faltar no seu e-commerce. Confira!

Correios

Para quem almeja comercializar mercadorias para todas as regiões do Brasil, os Correios podem ajudar. A extensa cobertura da empresa permite vender para diversos locais com um bom custo-benefício.

Além dos muitos tipos de postagens conforme o tempo de entrega e o peso, você pode vincular seu site com a plataforma de cobrança dos Correios. Dessa forma, o cliente pode fazer o cálculo no ato da compra.

No entanto, se você pretende vender mercadorias grandes e muito pesadas, é preciso rever seu contrato, uma vez que os Correios têm algumas limitações. Veja algumas delas:

  • 50 Kg via PAC;
  • 15 Kg via eSedex;
  • 10 Kg via Sedex 10.

Também é importante considerar a frequência de greves na instituição, uma situação complicada e que paralisa boa parte das metrópoles do país. Em razão disso, não dependa apenas dessa modalidade de envio, ofereça mais alternativas para não deixar seus consumidores na mão.

Transportadoras

As transportadoras são uma excelente pedida para quem deseja melhorar a estratégia do seu e-commerce. Ainda que, normalmente, tenham menor alcance quando comparadas aos Correios, é possível agilizar os serviços de entrega.

Se você atende determinada região com grande volume de vendas, invista em um serviço de entregas diferenciado, como as transportadoras. Não se esqueça de aproveitar o momento de escolha das empresas para discutir melhores prazos e preços.

Courier

As entregas de Courier são umas das melhores da atualidade, pois prezam pela qualidade e credibilidade dos seus serviços. No entanto, os custos são elevados em relação a outros tipos de frete. No geral, são excelentes para quem deseja evitar problemas com os consumidores.

Possuem ampla cobertura, até mesmo internacional, permitindo entregas para o exterior, caso seu e-commerce ofereça tal opção.

Pontos de retirada

Essa é uma prática consolidada em muitas lojas virtuais. Varejos como a Amazon, por exemplo, oferecem a opção de retirada do produto em locais específicos. Dessa forma, o valor do frete pode cair até 30%. Sua grande vantagem é que o cliente pode usufruir do bem adquirido mais rapidamente.

Vale ressaltar que essa estratégia não funciona com todos os tipos de mercadoria. Por isso, é crucial analisar muito bem o perfil da sua clientela e a viabilidade desse modelo de entrega.

Social delivery

O social delivery nada mais é do que um serviço colaborativo. Funciona assim: pessoas comuns são encarregadas de coletar e entregar os produtos para os locais informados pelos consumidores. Geralmente são utilizados aplicativos ou plataformas para os serviços, que gerenciam as lojas virtuais e os realizadores do serviço.

Independentemente de ser uma opção relativamente nova, ela oferece diversas garantias, como segurança — ressarcimento em caso de extravios e menor incidência de roubos — e rapidez.

Ao considerar os tipos de frete mencionados neste artigo, você conseguirá pensar em como melhorar a qualidade e a satisfação do seu público. Para isso, basta avaliar as demandas do seu negócio e escolher as melhores soluções de entrega de compras online para o seu e-commerce.

Se você gostou deste conteúdo, não deixe de compartilhar com seus amigos nas redes sociais!