Criar e administrar um comércio eletrônico é uma responsabilidade que necessita tempo e muita concentração por parte dos empreendedores. Afinal, é necessário traçar as ações de marketing e precificar os produtos.

A logística, setor tão importante de uma loja virtual, é a área que mais demanda esforço por parte dos lojistas. O desafio é grande, visto que é a entrega da mercadoria que finaliza de maneira satisfatória toda a experiência do consumidor. Por isso, buscar por soluções eficientes, seguras e baratas é o que todo empreendedor precisa para fornecer o melhor serviço possível.

Neste artigo, apresentaremos os melhores serviços de entrega para os seus produtos e explicaremos como eles poderão ajudar seu negócio a crescer.

Você aprenderá como fazer entregas de loja virtual dentro de seu planejamento estratégico. Vamos lá!

Como funcionam as entregas de loja virtual? 

Uma entrega bem sucedida é primordial para a saúde de um e-commerce. Quando pensamos sobre como fazer entregas de loja virtual, é preciso pensar também em toda a cadeia logística envolvida neste processo: assim que é confirmada a venda, o lojista deve separar as mercadorias, embalar adequadamente e, em seguida, providenciar a postagem deste pedido junto à transportadora responsável pela entrega, que foi previamente escolhida na finalização da compra do cliente. 

Pode parecer um processo simples, mas precisa ser organizado e planejado previamente, ainda mais conforme as demandas de sua loja forem aumentando.

Como organizar o estoque para fazer as entregas? 

O sucesso da entrega começa sempre na organização do estoque. Não tem como fazer entregas de loja virtual de maneira efetiva, caso seu estoque esteja desorganizado. 

É preciso ter controle das mercadorias que estão disponíveis, de quais precisam ser providenciadas, bem como conseguir encontrá-las e separá-las facilmente. 

Caso sua loja trabalhe com o estoque de terceiros, é fundamental que estes parceiros compartilhem todas essas informações com você. Os dados de seu estoque devem sempre estar atualizados e à mão, para quando os produtos precisarem ser despachados. 

Qual o melhor frete para loja virtual? 

O melhor frete para seu e-commerce será determinado por uma série de fatores e variáveis, como a estrutura de seu negócio, os produtos que comercializa, sua abrangência de entrega, seu orçamento e a margem de lucro que deseja alcançar. 

Existem algumas opções de frete e é preciso analisar cada uma delas de acordo com as necessidades de seu e-commerce e de seus clientes. Determinar como fazer entregas de loja virtual compreende conhecer todas as possibilidades disponíveis no mercado e fazer uma escolha assertiva e planejada.  

Como calcular o frete de loja virtual? 

Geralmente, o cálculo de frete feito pelas transportadoras é baseado em metragem cúbica do volume a ser transportado. Para chegar a este valor, multiplique as medidas de altura X comprimento X largura. Em seguida, multiplique o valor por 300 (em casos de transporte rodoviário) ou 167 (em casos de transporte aéreo). Por fim, multiplique este resultado pela quantidade de volumes.

Se a cubagem for maior que o peso real da carga, o preço cubado será o valor considerado. Caso contrário, será cobrado o valor pelo peso real. A maior diferença entre o serviço de transportadoras e dos Correios, é que os Correios têm algumas restrições de produtos para transporte. 

Sendo assim, tire um tempo para analisar melhor as necessidades dos seus clientes e a sua capacidade de oferta, para ver quais opções se adaptam melhor à rotina da sua operação.

Quais são os tipos de entregas de produtos para loja virtual? 

Conforme mencionamos anteriormente, existem vários tipos de entregas para sua loja virtual. A seguir, detalharemos mais cada um deles: 

PAC (Prático, Acessível e Confiável)

Esta modalidade é o meio de entrega mais barato e rápido dos Correios. O serviço PAC (Prático, Acessível e Confiável) é o mais utilizado para as entregas que não são consideradas urgentes e, por isso, ganham o status de encomenda não expressa. Além disso, ele oferece a abrangência de todo o território brasileiro.

Normalmente, o serviço estima o prazo de entrega entre 3 a 10 dias úteis. Porém, devemos nos atentar a algumas regras sobre a limitação de medidas e peso.
Em relação ao peso temos as seguintes normas:

  • até 30 kg: remessa individual somente para o território nacional;
  • até 50 kg: remessa individual a nível estadual, entre localidades;  
  • até 600 kg: remessa agrupada para o território nacional.

Com isso em mente, é possível ter uma visão maior sobre o valor aproximado de cada envio. Os valores, normalmente, são calculados pelos próprios Correios por meio de orçamentos.
Se por algum motivo houver atraso ou extravios, o lojista pode solicitar reembolso de 5% ou 15% do valor pago no frete.

Envios via SEDEX

O SEDEX, ao contrário do PAC, é indicado para as encomendas que precisam ser entregues de maneira urgente, pois trata-se de um serviço expresso. O prazo de entrega normalmente é de 1 a 3 dias úteis após sua postagem nos Correios, e também abrange todo o território nacional.

Nessa modalidade, caso haja atraso ou desvio da encomenda, a empresa poderá ter o valor do frete reembolsado em até 20%.

Por conta da agilidade, o valor do frete é mais caro e o peso máximo é de até 30 kg. O preço SEDEX também é calculado automaticamente pelos Correios.
O SEDEX tem algumas variações que são indicadas para situações específicas, confira quais são:

  • SEDEX 10: até 10 horas do dia seguinte;
  • SEDEX 12: até 12 horas da manhã do próximo dia — com restrições de localidades;
  • SEDEX Hoje: é postado e entregue no mesmo dia.

Envios via transportadoras

Se sua loja digital está recebendo uma enorme quantidade de pedidos ou se você precisa enviar itens com dimensões e pesos maiores, a melhor opção pode ser, realmente, contratar os serviços de uma transportadora. Isso também se aplica caso sua loja venda produtos que precisam de atenção especial, como químicos, inflamáveis, entre outros.

Outro motivo para optar por uma transportadora, seria a flexibilidade que estas empresas têm, que acabam sendo maiores do que a dos Correios.

Cabe neste caso, calcular e pesquisar bem para perceber qual seria o mais indicado para seu e-commerce. Analise todas as variáveis e necessidades de sua loja virtual para poder decidir qual transportadora oferece os melhores preços e melhores serviços. 

Envios via padrão internacional 

Você pode vir a usar este tipo de frete em sua loja virtual apenas para os casos de ter um cliente fora do país, ou precisar importar produtos para seu e-commerce.

Os fretes courier são oferecidos por empresas de entrega expressas que não utilizam os Correios brasileiros para sua operação. Seus serviços são conhecidos pela rapidez, podendo receber remessas estrangeiras em menos de uma semana, por exemplo. Entre as principais empresas que oferecem o frete courier estão a FEDEX, TNT Express, DHL e UPS.

Ao comprar algo no exterior, seja nos EUA ou China, por exemplo, a primeira coisa que você deve ter é paciência, pois pode demorar até 90 dias (ou mais) para receber o que você comprou. Quanto menor o tamanho, maior a demora; quanto maior rapidez no frete, mais caro ele fica. Por isso,  ao contratar este tipo de frete, tenha em mente que: 

  • Vai demorar, pelo menos, 90 dias ou mais para chegar.
  • Quanto mais rápida a entrega, maior o valor do frete.
  • Caso sua encomenda seja para alguma data marcada, se planeje .
  • O código de rastreamento às vezes não é atualizado.
  • Também pode ter taxas na alfândega.

Os custos deste tipo de frete são consideravelmente mais altos, mas caso haja a necessidade da contratação, é sempre bom pesquisar os valores e prazos das empresas que o oferecem. 

Envios via e-SEDEX

O e-SEDEX é o serviço dos Correios para remessa expressa de mercadorias de até 15kg, adquiridas por meio do comércio eletrônico, com preços diferenciados para as lojas online que contratam este serviço.
Os prazos de entrega variam de 0 a três dias, conforme a modalidade do serviço, bem como a origem e destino da encomenda. Este período é contado a partir da postagem da encomenda, dentro do horário limite da agência dos Correios. A entrega do e-SEDEX é feita em três modalidades:

  • E-Sedex Standard: entrega em até 3 dias, dependendo da localidade. Atende toda a área de abrangência do e-SEDEX;
  • E-Sedex Prioritário:  entrega até as 18h do dia da postagem, mas atende apenas na cidade de São Paulo (origem e destino);
  • E-SEDEX Express: entrega até as 21h do dia da postagem, sendo modalidade também restrita a origem e destino na cidade de São Paulo.

Se sua loja recebe um grande volume de pedidos diários e que necessitam ser entregues de maneira rápida e eficiente, o e-SEDEX é o mais indicado. Se houver algum tipo de atraso ou roubo da mercadoria, o lojista poderá pedir reembolso de até 20% do valor pago pelo frete.

Entrega pela Melhor Envio

A Melhor Envio é uma plataforma geradora e intermediadora de fretes, criada para atender às demandas de lojas virtuais. Através dela, é possível realizar cotações de valores e prazos de entrega de diversas transportadoras, dentro do mesmo ambiente digital, sem a necessidade de firmar parcerias individuais com cada uma delas. 

A Melhor Envio não cobra taxas, nem mensalidades dos lojistas. Os valores pagos correspondem apenas aos fretes que foram comprados na plataforma. 

Outra vantagem da Melhor Envio, é que ela é integrada às principais plataformas de e-commerce, como: lojas virtuais, HUBs, marketplaces e ERPs. Desta forma, ao cadastrar sua loja virtual nesta plataforma, é possível efetuar a integração de sistemas, facilitando a gestão e acompanhamento dos seus envios. 

As cotações na Melhor Envio também seguem as regras de cubagem X peso para cálculo do frete e você pode escolher quais as melhores opções de transportadoras para cada caso.  

Envio por FedEx

A FedEx é uma das transportadoras que realizam entregas na modalidade courier, mas que também realiza entregas na modalidade doméstica, ou seja, dentro do território nacional. 

Os envios domésticos restringem-se a cargas com peso máximo de 68kg e os prazos de entrega variam de 1 a 5 dias úteis, a depender da modalidade. São elas: 

  • FedEx Domestic 8:30 a.m.: entrega no próximo dia útil, até às 8h30min;
  • FedEx Domestic 10:30 a.m.: entrega no próximo dia útil, até às 10h30min; 
  • FedEx Domestic Next Day: entregas no dia seguinte, até o fim do dia útil;
  • FedEx Domestic Economical: entrega de 2 a 5 dias úteis, com valor mais econômico, comporta cargas de até 80kg. 

As cotações de preço neste caso são feitas diretamente com a empresa fornecedora, baseadas nos endereços de coleta e destino, bem como cubagem X peso. 

Entrega com veículo próprio

Este tipo de frete é utilizado em casos específicos também ou quando o e-commerce está na fase inicial e sua demanda ainda é pequena. Nestes casos, o lojista pode utilizar seu próprio veículo para efetuar a entrega, desde que ela seja dentro de uma área cujo alcance seja possível através desta modalidade. 

Alguns tipos de e-commerce podem optar estrategicamente por este tipo de frete, também, caso seus produtos sejam frágeis e demandam maior cuidado no transporte, como o caso de bolos e doces, por exemplo. Nestas situações, o lojista pode pensar, inclusive, em estabelecer uma pequena frota, dependendo do crescimento do negócio. 

De todas as formas, o empreendedor não pode esquecer de calcular e cobrar por este frete, considerando os gastos com combustível, impostos e manutenção do veículo utilizado, bem como considerar também o preço do próprio serviço. 

Entrega por motoboy

As entregas via motoboy funcionam bem para entregas que demandam maior rapidez e que tenham menor abrangência, geralmente, contemplando sua própria cidade ou, no máximo, cidades ao redor. Costumam ser para entregas no mesmo dia e apresentam menos burocracia para envio. 

Estes serviços são contratados e cotados diretamente nas empresas fornecedoras e, sendo uma modalidade vantajosa ao seu e-commerce, você pode firmar parcerias e pacotes de serviço. 

Entrega de bicicleta

Este tipo de entrega restringe um pouco mais a abrangência e agilidade, em comparação à anterior. Justamente por ser um veículo restrito, a bicicleta é uma boa opção apenas para entregas dentro de sua cidade ou, até mesmo, apenas em alguns bairros, no caso das grandes metrópoles. 

Esta modalidade é interessante pelo baixo custo operacional e costuma ser eficaz para pequenos comércios locais ou deliverys de alimentos que precisam ser transportados a curtas distâncias. 

Retirada no local

Esta opção atende bem tanto comércios locais, quanto lojas maiores. É bom sempre ter esta possibilidade para oferecer ao cliente, especialmente por ter custo zero para o lojista. 

Pode não parecer, mas em alguns casos, dependendo da localização e/ou da disponibilidade do cliente, essa pode ser uma opção igualmente vantajosa para ele. 

Como fazer entregas de loja virtual? 

Existe uma dinâmica a ser seguida para efetuar as entregas de sua loja virtual de maneira efetiva. Conforme mencionamos antes, é fundamental que seus clientes recebam seus produtos de maneira simples e o mais rápido possível. 

A seguir, mostraremos 9 dicas importantes para traçar uma logística eficaz para seu e-commerce. 

1. Realize o controle de estoque

O controle do estoque vai evitar que você faça uma venda em duplicata ou permita que o cliente compre algo que não está disponível. Também ajuda a entender quais são as demandas do negócio, quais produtos vendem mais e quais podem ser retirados do portfólio.

Além disso, o controle de estoque auxilia a realizar liquidações para renovação, controlar as finanças do espaço físico, evitar perdas, etc.

Em linhas gerais, será preciso catalogar os itens e separá-los conforme o volume de vendas, ou seja, os que têm maior saída devem ficar melhor posicionados. 

Também é importante determinar:

  • padrões e regras de organização;
  • processos e responsabilidades;
  • o desenho do fluxo de entrada e saída;
  • datas e períodos para aquisições;
  • o volume mínimo e máximo do estoque, e de cada produto;
  • ferramentas para auxiliar no controle (planilhas ou software específico).

2. Faça a separação e preparo dos produtos (packing e picking)

O picking é o processo de separação dos itens que serão despachados para o cliente, após o recebimento do pedido. Já o packing, é o processo de preparo e embalagem da encomenda.
Essa embalagem deve estar de acordo com as normas do fabricante e da empresa transportadora, de modo a proteger o produto. E esse é um tópico muito importante, pois se o produto não estiver bem condicionado e protegido, podem ocorrer avarias que desencadeiam devoluções e trocas.

3. Organize todo o setor de logística

É fundamental também estruturar todo o setor de logística de seu e-commerce, já que trata-se de um dos principais e mais importantes. Todo o processo final é feito nessa área, desde separar e embalar, até a entrega ao cliente.

Desse modo, é preciso organizar e aprimorar todos os processos que abrangem a logística da sua empresa. Tudo que for devido ao setor logístico como: entrega reversa, política de troca e devoluções, entre outros, devem ter prioridade no planejamento estratégico e na aplicação das ações.

Leve sempre em consideração pelo simples que o consumidor depositou sua confiança em sua loja e a escolheu entre milhares de outras no mercado. Portanto, faça o possível para oferecer o melhor serviço.

4. Selecione a melhor opção de frete

Após coordenar o setor logístico, é necessário decidir qual é a melhor opção de frete para seu negócio. Geralmente, as lojas virtuais trabalham com os serviços dos Correios ou de transportadoras privadas.

Os Correios, por exemplo, é líder no setor de envios para o e-commerce. Isso se deve ao fato de sua infraestrutura contemplar, de fato, qualquer cidade do território nacional. Ele também dispõe de várias modalidades de frete, que servem para diversas situações de entrega. Estes detalhes proporcionam o atendimento a vários consumidores, com um único serviço, além de ser o mais popular.

Devido à sua estrutura, popularidade e variedade nos serviços, os Correios concedem valores mais acessíveis, principalmente para as lojas virtuais de pequeno porte. Já para os e-commerces que dispõem de mercadorias grandes e pesadas, produtos especiais, ou que tenham um grande volume de entregas, é possível firmar um acordo com essa instituição.

As transportadoras privadas, por sua vez, não têm tantas limitações em relação à distribuição de produtos e, por isso, são mais flexíveis.

Tanto uma quanto a outra, podem fazer sentido para o seu empreendimento, de acordo com as necessidades da sua audiência e da sua marca.

5. Tenha um contrato com os Correios

Dependendo do tamanho da sua empresa, é bom começar a pensar sobre firmar um contrato de parceria com os Correios. O motivo é simples: seu negócio terá acesso exclusivo ao gerenciamento de suas entregas, por meio do sistema SIGEP WEB.

Essa solução é indicada para as empresas que realizam envios diários e precisam de agilidade no recolhimento e despacho das encomendas.

Com o SIGEP é possível se preparar melhor em relação às encomendas que serão postadas. Isto é, ele permite a criação de uma lista de remetentes, destinatários, dimensões e pesos de cada mercadoria, bem como a escolha dos serviços de envio desejados.

Os Correios estipulam valores mínimos de faturamento mensal para viabilização de um contrato entre eles e sua empresa. Estes valores precisam ser verificados antes da contratação, para analisar as possibilidades de seu negócio. 

6. Envie seus produtos por meio de transportadora

Os Correios é o parceiro mais comum dos e-commerces, porém as greves e paralisações, bem como algumas restrições quanto ao tamanho e peso das mercadorias transportadas, podem exigir do seu negócio uma parceria com outras empresas de logística.

Acordos com outras transportadoras permitem também avaliar qual a melhor opção para cada pedido, oferecendo alternativas vantajosas tanto para o cliente quanto para o lojista.

Vale ressaltar que as soluções oferecidas por seus parceiros logísticos devem ser completas, facilitando, por exemplo, o rastreamento dos pedidos, a livre escolha por parte do cliente e a logística reversa para casos de trocas e devoluções.

7. Atualize os inventários

Determine prazos para listar e verificar a situação dos itens de seu estoque.
Essa atitude ajuda a identificar a escassez ou sobra de produtos, evitando perdas e auxiliando também nas obrigações fiscais, dentre outros controles importantes.

8. Peça o feedback de seus clientes

O feedback é uma excelente ferramenta de gestão para seu e-commerce, pois permite entender o que está funcionando e o que precisa ser aperfeiçoado.

Portanto, não tenha medo de perguntar ao cliente o que ele achou da experiência, se a mercadoria sofreu alguma avaria, se chegou no tempo esperado e o que você pode fazer para melhorar as futuras entregas.

9. Seja claro

Procure sempre comunicar ao cliente as alterações de valor e prazo de entrega, para não haver desencontros. Vai oferecer desconto no frete? Deixe isso claro.

O prazo para entrega em determinada região demora mais que em outras? Informe ao cliente.
Houve algum problema no processo? Mande uma mensagem explicando.

Quanto mais claras forem as informações prestadas, menores são as chances do cliente se frustrar e gerar uma publicidade negativa para o negócio.

Como integrar um sistema de entregas no e-commerce? 

Além de possível, é muito importante haver a integração entre os sistemas de parceiros de logística e o de sua loja virtual. Esta ação simples beneficia, e muito, a gestão e acompanhamento de suas entregas e também a experiência de compra do cliente, que poderá observar o andamento de seu produto. 

Para isso, aposte em uma plataforma de loja virtual que ofereça este recurso de integração

Conforme vimos, conhecer as opções de frete disponíveis para e-commerce e ter uma boa estratégia logística, são fundamentais para fazer entregas de loja virtual. 

Vale a pena também conhecer as técnicas de SEO e saber como aplicá-las em seu negócio para alavancar suas vendas!