Com certeza, você já ouviu falar que tempo é dinheiro. O ditado está em nosso vocabulário cotidiano e faz pleno sentido quando se trata de lojistas de e-commerce. Vender produtos pela internet requer organização de processos para que o pedido chegue em perfeitas condições ao cliente.

Por isso, a otimização do tempo – que, nesse caso, também podemos chamar de produtividade – é fundamental. Em meio a tantas atribuições e responsabilidades, o envio de encomendas costuma ser uma das principais dores de cabeça de quem vende pela internet. 

A preocupação ocorre por diversos motivos, dentre eles por ter que selecionar soluções logísticas para postagem e entrega com o melhor custo-benefício, tais como plataformas de gestão de envios e fretes com transportadoras. Entretanto, o desafio maior é fazer isso poupando tempo em filas e ainda sem despender mais dinheiro do que o necessário. 

Se você tem o seu negócio virtual próprio, que vai desde uma loja no Instagram até um e-commerce mais robusto, sabe que há diferentes modalidades disponíveis no mercado para realizar o envio e a entrega das encomendas. Dessa forma, é tarefa do lojista avaliar qual é melhor para o seu orçamento de uma forma que garanta a eficiência e qualidade no despacho dos pacotes. 

Quais são as formas de entrega?

Vamos começar conhecendo duas formas de entrega ao cliente final: aquela que é feita diretamente pelos Correios e a realizada por transportadoras privadas.

Entrega pelos Correios

Os Correios são uma empresa estatal que realiza as entregas pelo sistema de mesmo nome, ou seja, pelo próprio correio. Em alguns lugares do país, os Correios são a única opção também para o processo de envio de encomendas. Além disso, o valor cobrado é considerado relativamente mais barato e, de forma geral, a maioria dos e-commerces do Brasil trabalha com os serviços de envio e entrega por parte da estatal.

Seus principais produtos são o PAC, com prazo mais longo para o frete e preço mais em conta, e o Sedex, com uma entrega mais ágil em todo o território nacional e com um custo mais elevado. 

Entrega por transportadoras

Os lojistas que possuem alto volume de envio de encomendas optam, preferencialmente, por deixar a entrega nas mãos de transportadoras privadas. Isso ocorre porque com essas empresas podem ser feitos contratos individuais que contêm benefícios, como o vendedor virtual não precisar pegar filas.

Contudo, para este modelo é necessário um mínimo de volume, não contemplando lojistas com uma demanda menor de encomendas. 

Como funciona a gestão do envio de encomendas do lojista para a transportadora? 

Para fazer uma gestão eficiente do envio das mercadorias até a transportadora responsável pela entrega, é necessário, primeiramente, cotar o frete com cada uma delas. Por isso, ter uma plataforma que faça a gestão dos envios e realize essa intermediação logística facilita muito.

As plataformas que fazem a integração da sua loja à cotação de frete de diversas transportadoras, inclusive dos Correios, tornam a comparação de preços de frete muito mais rápida e fácil. 

É aí que entra a Kangu: além de ser possível calcular simultaneamente o frete com todas as transportadoras parceiras de maneira integrada ao checkout da loja virtual, o vendedor faz o rastreamento de pacotes em tempo real e o monitoramento dos pedidos e envios.

Uma outra excelente vantagem é que a Kangu não possui mensalidade, contrato ou volume mínimo de envios, sendo ideal para lojas virtuais de todos os tamanhos: desde quem envia 1 pacote por semana ou 100 por dia.

Economia para enviar pacotes

No que diz respeito à economia, a Kangu consegue oferecer aos lojistas um valor reduzido nos fretes. E como isso acontece? Graças à parceria com dois elos essenciais de toda essa cadeia logística: uma ampla rede de transportadoras parceiras que entregam em todo o Brasil e os estabelecimentos de bairro que servem como pontos de entrega (falaremos sobre isso adiante!).

Considerando estes aspectos, a economia no preço do frete pode chegar a até 75% com a Kangu, tornando-a uma opção vantajosa e competitiva neste segmento. 

Facilidade para postagem de mercadorias

Outro aspecto super importante a se considerar no envio de encomendas é a postagem. O que você pensa sobre gastar cerca de 234 horas do ano em filas somente para conseguir postar encomendas? Por incrível que pareça, esse é, em média, o tempo gasto pelos lojistas de e-commerce em filas para a postagem dos pedidos.

Além de exigir muita paciência, somam-se quase 10 dias ininterruptos esperando em filas! Com esse tempo, o vendedor poderia se dedicar a ações que realmente transformam o seu negócio, como prospectar clientes, realizar atendimentos, planejar e criar conteúdos para as redes sociais, trabalhar na confecção dos produtos, fazer um curso de capacitação, entre diversas outras opções.  

Então, se fazer a postagem de mercadorias é inevitável para que o pedido chegue até o cliente final, como otimizar esse processo? A resposta é bem simples: contando com pontos de coleta que não tenham filas.

A Kangu, por exemplo, possui os pontos Kangu. São mais de 2.800 pontos de coleta de mercadorias espalhados pelo Brasil. Só em São Paulo há um ponto Kangu a cada 1,5 quilômetros apenas. Vamos saber como estes pontos funcionam:

Pontos de coleta

Os pontos Kangu são estabelecimentos de bairro (como papelarias, petshops, floriculturas, lojas de celular, etc) autorizados e treinados para receber e enviar pacotes. Para o lojista, realizar o envio de encomendas nesses pontos é muito mais cômodo e prático, pois além de não pegar filas, cada embalagem é bipada rapidamente e armazenada em um estoque preparado para receber encomendas.

Com veículos adequados para os bairros e rotas otimizadas, as encomendas são direcionadas para um centro de distribuição, através do qual são coletadas pelas transportadoras parceiras que realizarão a entrega até a porta do consumidor que fez o pedido.

Esse modelo logístico de envio de encomendas coloca tanto o lojista quanto o consumidor no centro do processo através de uma rede colaborativa, a qual permite gerar envios e entregas mais dinâmicos e acessíveis. 

Economia de tempo e dinheiro

É assim que o empreendedor digital concilia tempo e dinheiro: otimizando a rotina e aumentando a produtividade! Ao contar com um modelo logístico que o faz poupar tempo em filas e deslocamento e que também gera economia de dinheiro nos fretes, o lojista é capaz de revolucionar seu dia a dia de vendas e ainda poder dedicar mais tempo ao que realmente importa: o crescimento do seu negócio. 

Não perca a oportunidade de conhecer os benefícios da mesma solução de fretes usada por grandes players do mercado como Mercado Livre, Dafiti, Printi e por mais de 40 mil empreendedores digitais.

Conheça a Kangu e revolucione seu jeito de fazer o envio de encomendas no mundo virtual, seja para pequenos ou grandes volumes, para bem pertinho ou longas distâncias, com muita economia e sem longa espera em filas.