Existem inúmeras questões que precisam ser levadas em conta quando se decide vender on-line. Dentre elas, uma que não deve ser esquecida é o design do site. Mais do que boa aparência, uma loja virtual bem desenhada deve oferecer uma ótima experiência para o consumidor e tornar o processo de compra fácil e intuitivo.

Se a programação visual é negligenciada, as consequências podem ser devastadoras: o visitante se perderá no site por não conseguir navegar pelas páginas; o acesso será difícil, pois a responsividade em aparelhos como tablets, smartphones e computadores será precária; e ele será lento, tornando a experiência com o e-commerce insuportável.

Investir no design para e-commerce é essencial para a sobrevivência e o sucesso do seu negócio. Neste post, vamos mostrar alguns bons motivos para que você adote essa estratégia. Confira!

Impacto nas vendas

Se o desempenho da sua loja está insatisfatório e a resposta não está nos preços ou na conjuntura do mercado, é provável que o design seja um dos culpados. Afinal, uma boa descrição de produtos, um posicionamento estratégico dos call to actions e a hierarquia entre os elementos gráficos são aspectos do layout diretamente relacionados às taxas de conversão de um e-commerce.

É preciso, também, fazer com que o consumidor encontre o que procura de maneira fácil. Por isso, o desenho e posicionamento da barra de busca, a escolha das fotos, o mapa do site, a posição e as cores dos botões são elementos intrínsecos ao design do e-commerce que afetam diretamente as vendas.

Deixar de investir nesses aspectos fará com que todos os itens que citamos tenham desempenho insatisfatório, impactando a rentabilidade do negócio.

Profissionalismo e credibilidade

Uma pesquisa feita em Newcastle, no Reino Unido, apontou que o design de um site é mais importante para a sua confiabilidade do que o seu conteúdo. Sendo assim, sua página precisa refletir sua competência e disponibilidade em cumprir suas promessas — seja a garantia de que o produto é de qualidade ou de que a oferta é real.

Uma boa forma de ganhar a confiança do visitante é por meio de social proof, ou seja, “prova social”. Essa ação consiste em posicionar depoimentos e testemunhos de clientes de forma estratégica para responder e resolver todas as dúvidas que o consumidor tenha durante o processo de compra.

Responsividade é o fator-chave do design para e-commerce

Por fim, é vital garantir que o seu e-commerce seja navegável nas mais diversas plataformas — independentemente do tamanho da tela, da conexão com a internet e da rede de dados.

De acordo com o Internet Retailer, compras realizadas por meio de dispositivos mobile serão responsáveis por 30% das vendas on-line até o fim de 2018. Nesse cenário, um design responsivo é de suma importância para que o site seja adaptado e possa ser visto em qualquer dispositivo eletrônico usado pelo visitante.

Além disso, um estudo feito pela empresa especialista em design Kinesis, mostrou que um site tem 50 milissegundos para fazer uma primeira boa impressão, o que já é, por si só, um bom motivo para não deixar de lado esse aspecto crucial ao sucesso da sua loja on-line.

É preciso, ainda, ter em mente que boas frases de impacto, uma excelente gama de produtos e um atendimento ao cliente de qualidade continuam sendo importantes, contudo, ¾ dos usuários irão decidir se confiam ou não no seu site primeiramente pelo aspecto visual.

E você, está decidido a investir no design para e-commerce? Então, aproveite para conferir o nosso post com 4 ferramentas que ajudam a testar a qualidade de um e-commerce e verifique como está o está o desempenho da sua loja virtual!